A+ / A-

Intoxicação em fábrica de fruta no Bombarral causou 14 vítimas

25 mai, 2019 - 13:19 • Redação com Lusa

Dos 14, 12 foram transportados para a urgência de Caldas da Rainha do Centro Hospitalar do Oeste, segundo os bombeiros.
A+ / A-

Treze trabalhadores de uma central fruteira do Bombarral sofreram este sábado intoxicações, na sequência de obras na cobertura do armazém, que terão provocado a libertação de produtos tóxicos, disse à agência Lusa fonte dos bombeiros locais.

O segundo comandante dos bombeiros do Bombarral, Vasco Antunes, explicou que, no âmbito de obras que estavam a decorrer no armazém, “cortaram o telhado, o que veio a libertar produtos tóxicos, que estão por identificar”.

Devido ao fumo gerado, os trabalhadores da central fruteira, localizada no Sanguinhal, distrito de Leiria, tiveram de sair do interior do armazém e 13 deles sofreram intoxicações, sendo considerados feridos ligeiros.

Dos 13 trabalhadores afetados, quatro foram transportados para a urgência de Caldas da Rainha do Centro Hospitalar do Oeste e os restantes foram avaliados no local.

O responsável operacional adiantou que dos outros trabalhadores que tiveram saíram do interior do armazém, vários ainda permaneceram no exterior da central fruteira e estão a ser vigiados, admitindo que possa subir o número de vítimas da intoxicação.

As vítimas foram assistidas pela Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Caldas da Rainha e por oito ambulâncias das corporações do Bombarral, Cadaval e Óbidos, tendo estado no local um total de 26 operacionais e 10 veículos.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.