A+ / A-

Governo marca ​Conselho de Ministros dedicado ao Ambiente

23 mai, 2019 - 16:02 • Lusa

Secretário de Estado da Energia revela que será feita uma revisão para as centrais de biomassa.
A+ / A-

O secretário de Estado da Energia, João Galamba, anunciou esta quinta-feira que o Conselho de Ministros de dia 06 de junho será dedicado ao Ambiente e nele o Governo aprovará uma revisão para as centrais de biomassa.

Em declarações aos jornalistas à margem de uma conferência promovida pela Associação de Energias Renováveis (APREN) para comemorar o Dia do Sol, o governante explicou que a intenção do executivo é privilegiar novos projetos que aproveitem melhor a energia térmica (em detrimento das centrais dedicadas à produção de eletricidade).

"O que muda é que neste momento existe um decreto-lei que fala em biomassa mas deixa em aberto que tipo de centrais estamos a falar. Estamos a concretizar e dizer que a prioridade do apoio público será para centrais eficientes do ponto de vista energético. Não é uma central dedicada de biomassa para produção de eletricidade, pois essas têm eficiências em torno dos 20-25% e a cogeração ou trigeração têm superiores a 80%", disse.

Os critérios para conseguir os apoios devem assim ser os seguintes: situarem-se em zonas com risco elevado de incêndio, ter uma cadeia logística de aprovisionamento de biomassa que contribua para a preservação florestal e a limpeza de florestas e que dimensionem a central "de acordo com consumos de energia térmica comprovada".


guialiga19_20_banner
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.