A+ / A-

Marisa Matias defende "linha divisória muito clara entre liberais e socialistas”

22 mai, 2019 - 17:06 • Isabel Pacheco

O apelo foi deixado pela cabeça de lista do BE às europeias durante a ação de campanha que levou os bloquistas à feira de Vila Nova de Famalicão.
A+ / A-
Marisa Matias defende "linha divisória muito clara entre liberais e socialistas” - Reportagem de Isabel Pacheco
Marisa Matias defende "linha divisória muito clara entre liberais e socialistas” - Reportagem de Isabel Pacheco

“É preciso uma linha divisória muito clara entre liberais e socialistas”, diz a cabeça de lista do Bloco de Esquerda (BE) às eleições europeias. Marisa Matias desafia António Costa a esclarecer a jogada após reunião com o Presidente francês, Emmanuel Macron.

O apelo foi deixado pela cabeça de lista do BE às europeias durante a ação de campanha que levou os bloquistas à feira de Vila Nova de Famalicão.

Na visita à feira semanal, Marisa Matias conquistou a simpatia dos senhores e das senhoras e a sinceridade de apoiantes, mesmo de outros partidos.

“Gosto muito de si, apesar, de não ser do meu partido. Sou sincera. Não é do meu partido”, atirou uma feirante que se despediu da candidata a desejar “boa sorte” para a” menina”.

E não é caso para menos, a “menina” bloquista é a única mulher cabeça de lista às europeias. Coisa que não passa despercebida a ninguém.

“É a única mulher entre os quatro políticos, sem medo”, sublinhou um cliente da feira de Famalicão que apontou o exemplo da candidata para que os portugueses valorizem as mulheres, sobretudo, “esta que está lá [na Europa] a defender Portugal e uma Europa que deve ser igual para todos”, rematou.

O discurso do apoiante, que destacou a igualdade e a justiça social, até parecia encomendado, mas, pelo que sabemos, não foi. Estas são duas das bandeiras da candidatura do BE à Europa, as mesmas que foram apregoadas pela candidata entre os corredores da feira que desafiou António Costa a “clarificar os portugueses”.

Em discurso direto para o primeiro-ministro, Marisa Matias pediu para Costa abrir o jogo sobre a sua “manobra ou jogada” após a reunião com a “aliança dos neoliberais”.

“António costa tem de clarificar qual o caminho que quer seguir. Se quer seguir o caminho que seguiu em Portugal que foi um caminho à esquerda procurando acordo naquilo que era possível e melhorar a vida das pessoas, ou, se é o caminho de se juntar àqueles que fizeram e promovem o contrario na união Europeia”, desafiou a bloquista.

Enquanto não chega a explicação de António Costa, uma coisa é certa para Marisa Matias, “É preciso uma linha divisória muito clara entre liberais e socialistas”, rematou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.