A+ / A-

A mulher na sociedade e na Igreja em debate na Pastoral da Cultura em Fátima

21 mai, 2019 - 15:32 • Maria João Costa

15.ª Jornada Nacional da Pastoral da Cultura acontece em Fátima a 1 de junho. Entre outros, conta com a presença de Henrique Raposo, Isabel Capeloa Gil e Laurinda Alves.
A+ / A-

A Reitora da Universidade Católica, Isabel Capeloa Gil, e as escritoras Laurinda Alves e Leonor Xavier são três das mulheres convidadas para a 15.ª edição da Jornada Nacional da Cultura, que irá decorrer no próximo dia 1 de junho em Fátima.

O encontro, aberto a crentes e não crentes, pretende ajudar a refletir sobre a temática da mulher e o seu papel na sociedade e na Igreja.

De acordo com a Pastoral da Cultura, o tema para este ano “foi escolhido tendo em atenção que o Conselho Pontifício da Cultura debateu, na sua assembleia plenária de 2015, o tema “Culturas femininas: igualdade e diferença”.

Durante esse sábado, na Casa "Domus Carmeli”, o público ouvirá diversos convidados, a começar às 10h da manhã com as palavras do Bispo de Angra, D. João Lavrador – presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais – e José Carlos Seabra Pereira – o responsável pela Pastoral da Cultura.

O primeiro painel de debate está a cargo de Isabel Capeloa Gil, reitora da Católica, à conversa com a jornalista e escritora Laurinda Alves.

Numa altura em que Isabel Capeloa Gil defendeu, por ocasião do doutoramento Honoris Causa que recebeu nos Estados Unidos, que o mundo precisa de mais liderança feminina para ser equilibrado, a reitora irá debater com a jornalista e professora de Comunicação, Liderança e Ética na Universidade Nova a questão do papel da mulher.

Durante a Jornada, em que será entregue o prémio Árvore da Vida - Padre Manuel Antunes ao historiador José Mattoso, terá também lugar um debate, depois das 11h, que juntará o poeta e professor de português António Carlos Cortez, vencedor do Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes em 2018, e a escritora Leonor Xavier, que editou recentemente o livro “Há Laranjeiras em Atenas”.

Durante a tarde, o encontro da Pastoral da Cultura vai reunir, no mesmo painel, o comentador da Renascença Henrique Raposo e a académica Felisbela Lopes, doutorada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho e Professora Associada com Agregação do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho.

Segundo a organização da Pastoral, o encontro destina-se a “agentes da Pastoral da Cultura, professores, educadores e responsáveis de paróquias, organismos e movimentos eclesiais”. A inscrição pode ser feita na página de internet da Pastoral da Cultura.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.