A+ / A-

Lesados do BES voltam a assombrar caravana do PS, desta vez em Viana do Castelo

18 mai, 2019 - 15:40 • Susana Madureira Martins , com Rui Barros

Depois de uma passagem por Coimbra, este sábado de manhã Pedro Marques passou por várias esplanadas de Viana, cumprimentou pessoas e entregou material de campanha – até a turistas ingleses e espanhóis.
A+ / A-

Os lesados do BES voltaram a aparecer para protestar durante uma ação de campanha do Partido Socialista em Viana do Castelo. Os manifestantes reuniram-se junto ao restaurante onde decorria o almoço comício com a presença do primeiro-ministro e do cabeça de lista às eleições europeias. Mas, ao contrário do que aconteceu na sexta-feira em Coimbra, não houve distúrbios.

Durante a manhã, Pedro Marques andou pelo centro de Viana do Castelo. Passou por várias esplanadas, cumprimentou pessoas, e entregou material de campanha – até a turistas ingleses e espanhóis que visitavam a cidade do Alto Minho.

Com a semana derradeira a chegar, Pedro Marques garante que o “ritmo é o mesmo há três meses” e que quer continuar a trabalhar para levar toda a gente a votar.

O ritmo é o mesmo, mas a visita a Viana foi um desvio de rota. A visita à capital do Alto Minho nem sequer estava programada, mas o candidato decidiu alterar os planos e fazer uma visita ao Minho depois de uma arruada em Coimbra. “Vocês têm visto todos os dias que a nossa campanha tem sido assim. Levamos três meses de contacto com as pessoas. Naturalmente estamos confiantes”, disse Pedro Marques.

Sobre a sondagem revelada este sábado e que dá a vitória aos socialistas, Pedro Marques desvaloriza. “A única coisa que fazem as sondagens é trazer a certeza de que aquilo que senti na rua nestes três meses corresponde à ideia do que as pessoas transmitem quando são questionadas nas sondagens. A única sondagem que me preocupa é a de 26 de maio”, disse o candidato em pleno almoço em Neiva, em Viana do Castelo, numa sala com algumas centenas de pessoas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Luís Mártires
    19 mai, 2019 Lisboa 13:47
    O partido do "voto responsável" e das "contas certas". 😂 https://www.rtp.pt/noticias/politica/carlos-cesar-promete-ressarcir-lesados-do-bes-se-ps-for-governo_v814625