A+ / A-
Europeias 2019

João Ferreira insiste: “Não vimos o governo a assumir que não vai aceitar corte nos fundos europeus”

17 mai, 2019 - 20:16 • Pedro Filipe Silva

O deputado comunista andou pelas ruas de Beja e voltou a alertar para a necessidade do governo de assumir uma posição sobre os fundos europeus.
A+ / A-

Já esta semana, em Faro, João Ferreira tinha desafiado o governo a vetar um eventual cortes dos fundos comunitários para Portugal. Esta tarde, numa ação de campanha, em Beja, voltou a fazê-lo, mas deixou críticas na forma como estão a ser feitas as negociações.

“O governo partiu para estas negociações com um posicionamento errado, com o objetivo fixado de não perder dinheiro, de não ter cortes.”

O cabeça de lista da CDU às eleições europeias volta a apresentar os números dos quadros comunitários anteriores. “Temos já dois quadros plurianuais em que as verbas foram cortadas. Primeiro 14% em 2007-2013 e depois 10% em 2014-2020. Não será aceitável uma diminuição das verbas”, diz João Ferreira, que insiste que o governo devia ter partido com outro discurso.

“Portugal está do lado dos países que menos cresceram e isto deveria ser compensado por via das verbas da coesão. Se nós não tivermos os recursos suficientes para promover a coesão temos de assumir a necessidade de reforçar esses recursos. Esse devia ser o ponto de partida do governo”, sublinha o candidato comunista.

João Ferreira volta a insistir que o governo, mas também os partidos de direita têm de assumir de vez uma posição.

“Era importante que o governo assumisse desde já, até como ponto de força negocial, que não vai aceitar qualquer tipo de corte nas verbas a receber. Não vimos o governo a assumir isso.” E vai mais longe “Nem vimos os deputados do Parlamento Europeu, do PS, do PSD e do CDS a assumirem que não votarão a favor de um orçamento que corte nas verbas para Portugal. Isto era necessário neste momento. Continuamos à espera. A ausência de resposta também quer dizer alguma coisa”, concluiu o candidato comunista que esta sexta-feira está pelo Alentejo para falar de alterações climáticas, ambiente e agricultura.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.