A+ / A-

Luís Filipe Vieira diz que o Benfica não precisa de renovar com João Félix

17 mai, 2019 - 18:01 • Redação

O presidente do Benfica lembra que o avançado tem mais cinco anos de contrato e cláusula de rescisão de 120 milhões de euros, apesar do suposto interesse de vários clubes europeus.
A+ / A-

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, garantiu, esta sexta-feira, que o Benfica não está a ponderar renovar contrato com João Félix, apesar de o avançado estar a ser apontado a vários clubes europeus.

Na semana passada, o jornal "A Bola" avançou que o Benfica preparava a segunda renovação da época com Félix, para lhe dar um salário ao nível dos jogadores mais bem pagos do plantel e aumentar-lhe a cláusula de rescisão para os 200 milhões de euros. Vieira afastou esse cenário.

"O João Félix tem cinco anos de contrato e não temos necessidade nenhuma de renovar. Ele tem uma cláusula de 120 milhões de euros e por isso não estamos minimamente preocupados", sublinhou o presidente encarnado, à margem da apresentação dos resultados da Oferta Pública de Obrigações da SAD, na Euronext, em Lisboa.

Vieira salientou que "as renovações no Benfica não são em termos de contrato, com exceção de Samaris", que terminava a ligação ao clube no final da época. "Os outros irão passo a passo. Saberemos concluir o que pretendemos e iremos concluir com sucesso", afiançou.

No que toca à emissão de empréstimo obrigacionista, cuja procura quase triplicou a oferta (40 milhões de euros), o presidente do Benfica garantiu que a preparação da época "não estava dependente" disso.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.