A+ / A-

Bruno Lage não entra em euforias até escrever o nome do Benfica na taça de campeão

17 mai, 2019 - 13:42 • Redação

O treinador do Benfica encara a receção ao Santa Clara como apenas mais uma final e a oportunidade de confirmar, em campo, o trabalho que tem sido feito esta temporada.
A+ / A-

Bruno Lage encara a receção ao Santa Clara, em que o Benfica pode sagrar-se campeão nacional, como apenas mais uma final. O treinador encarnado recusa entrar em euforias até confirmar a conquista do título.

Em conferência de imprensa de antevisão do jogo da 34.ª e última jornada do campeonato, esta sexta-feira, Lage foi questionado se já se imagina nas fotografias da festa de campeão. A resposta foi taxativa:

"O que imagino é prepararmos o jogo da melhor maneira, preparar a equipa para que esteja focada e concentrada e fazer tudo de forma muito natural, como fizemos até aqui. Foi esse o nosso caminho desde o primeiro dia. Temos encarado todos os jogos como finais, esta é mais uma. Queremos, no relvado, confirmar tudo o que temos feito até agora e terminar o campeonato na posição em que nos encontramos."

O treinador do Benfica assegurou que muito do que se tem falado sobre o jogo "tem passado ao lado" e que, mesmo que não seja campeão, espera que o Benfica seja reconhecido pelo que fez desde janeiro.

"Os títulos fazem parte do nosso percurso. No percurso que tenho são quatro títulos, dois de sub-11, um de iniciados e um de juvenis. Há imensos treinadores que não têm títulos e olhamos para o trabalho fantástico que têm feito. Independentemente dos títulos é importante o caminho que vamos construindo e a forma de jogar", explicou.

Jogo a jogo encheu o Benfica o papo

Bruno Lage recordou que, quando chegou ao comando, o Benfica estava praticamente fora da luta pelo campeonato e o primeiro objetivo foi reconciliar a equipa com os adeptos, além de "não perder mais pontos nem aumentar a distância" para os da frente. Depois, os novos objetivos e a reentrada na luta pelo título foram surgindo "com naturalidade":

"Fomos vivendo o dia a dia, jogo a jogo, até chegarmos a esta situação, que nos deixa dependentes de nós. Todos os nosso jogos têm sido assim. Foi isso que fizemos até conseguirmos a primeira posição, quando chegámos ao Dragão, e, até agora, todos os jogos têm sido nesse sentido. Não podemos perder pontos e isso só se consegue se estivermos concentrados e focados. Se estivermos a pensar em três ou quatro ou cinco coisas ao mesmo tempo, o trabalho não ficará bem feito."

Para ser campeão, o Benfica terá apenas de pontuar diante do Santa Clara, "um adversário muito competente, que fez um campeonato muito bom". Lage enalteceu a manutenção histórica dos açoreanos, tal como as "exibições e registos muito interessantes com Porto, Sporting e Braga".

"Um adversário que joga em bloco médio, que fecha bem os caminhos da sua baliza e que quando tem bola sabe o que tem de fazer. Perspetivamos um jogo difícil e temos de estar no nosso melhor, para vencer esta última final. Termina tudo amanhã e estamos concentrados no nosso trabalho. Preparámos a semana da mesma maneira", garantiu o técnico.

O jogo que pode dar o título às águias está marcado para sábado, às 18h30, no Estádio da Luz. O Benfica-Santa Clara terá relato em direto na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.