A+ / A-
Espanha

Crianças doentes trocam batas de hospital por camisolas de Messi e outros ídolos do futebol

16 mai, 2019 - 14:28 • Redação

Ajudar as crianças internadas a “fazer frente” às suas doenças é o principal objetivo da iniciativa “Las batas más fuertes”, lançada esta semana em Madrid.
A+ / A-

Partindo da premissa de que os jogos de futebol podem ser mais do que um “mero entretenimento de 90 minutos”, o hospital madrileno de San Rafael, em colaboração com a revista “Panenka”, dedicada àquela modalidade, lançou uma campanha solidária com vista a transformar camisolas de jogadores em batas para crianças internadas.

“Todos os dias, as crianças que estão internadas enfrentam um jogo difícil", explica o hospital de Madrid. "Ao vestirem a camisola da sua equipa, em vez da habitual bata verde, tornam-se mais fortes.”

O futebol pode, assim, ser também “uma ferramenta para ajudar a construir uma sociedade melhor”, adianta a revista “Panenka”.

Para marcar o lançamento da campanha, o hospital e a revista divulgaram um vídeo onde explicam que pretendem ajudar as crianças a ficarem “mais capazes de fazer frente a qualquer rival”.

“A doença é um rival que dá medo, mas pode ser derrotada”, ressaltam os organizadores no curto filme, onde uma médica destaca que “o estado de espírito da criança influencia muito” a evolução das patologias.

“Las batas más fuertes” é o nome desta campanha, lançada na passada terça-feira, dia 14 de maio, com o objetivo de fazer chegar estas batas alternativas a todos os hospitais e centros médicos espanhóis onde estejam internadas crianças.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Sasuke Costa
    18 mai, 2019 08:56
    Excelente, lindo, genial.