A+ / A-

Ponte da Arrábida. "Segurança não está em causa", apesar da queda de pedaços

15 mai, 2019 - 10:20 • Lusa

Trânsito na marginal do Porto foi cortado nos dois sentidos, após o desprendimento de "vários pedaços" da estrutura
A+ / A-

A segurança da utilização da Ponte da Arrábida "não está em causa", garantiu fonte da Infraestruturas de Portugal, referindo que os pedaços que se desprenderam da estrutura e caíram na marginal do Porto são "argamassa de revestimento".

O trânsito na marginal do Porto encontra-se cortado junto à Ponte da Arrábida, nos dois sentidos, devido ao desprendimento de "vários pedaços" da estrutura, que não provocaram, contudo, danos ou vítimas, informou hoje a Câmara do Porto.

Segundo a fonte da IP, a argamassa de revestimento que se desprendeu da Ponte da Arrábida "não afeta em nada a estrutura".

"A IP, em coordenação com a autarquia, vai definir qual o melhor momento" para intervir na Ponte, sendo que "qualquer intervenção vai obrigar a condicionar o trânsito", acrescentou.

A intervenção obrigará a colocar no tabuleiro da Ponte da Arrábida "um camião com uma estrutura com um braço", de modo a aceder às zonas afetadas (no arco), o que implicará condicionar o trânsito na via.

De acordo com a informação disponível na página da Internet da autarquia, "por precaução, apenas após a intervenção da Infraestruturas de Portugal (IP), dona da ponte, poderá ser reposta a circulação" naquela zona da rua do Ouro.

Os serviços de proteção civil da autarquia "atuaram de imediato, captando imagens com um drone e determinando a interdição da via e pedindo a intervenção da IP, responsável pela intervenção daquela obra de arte", acrescenta a Câmara.

"A pronta intervenção dos serviços da Câmara" evitou "eventuais danos em viaturas ou pessoais", concluiu.

A Ponte da Arrábida, que liga o Porto e Vila Nova de Gaia, é Monumento Nacional desde 2013. Nesse ano, a Renascença publicou uma reportagem sobre as inovações na construção da ponte, que pode (re)visitar neste vídeo:

O povo achou que caía. As inovações da construção Ponte da Arrábida
O povo achou que caía. As inovações da construção Ponte da Arrábida
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.