A+ / A-

Papa lamenta morte de Patriarca libanês

14 mai, 2019 - 16:36 • Ecclesia

O Patriarca Sfeir foi eleito para o cargo em 1986, ainda durante a guerra civil do Líbano, que opôs diferentes fações políticas e religiosas naquele pequeno país.
A+ / A-

O Papa Francisco lamentou a morte do cardeal Nasrallah Boutros Sfeir, 76.º patriarca de Antioquia dos Maronitas (1986 a 2011), no Líbano, que morreu no passado domingo aos 98 anos de idade, em Beirute.

Numa mensagem enviada ao Patriarca cardeal Béchara Boutros Raï, o pontífice evoca o seu antecessor como um “ardente defensor da soberania e independência do seu país” e “uma figura proeminente na história do Líbano”.

Francisco envia condolências à família do falecido cardeal e a todos os fiéis de Igreja Patriarcal de Antioquia dos Maronitas.

“Homem livre e corajoso, o cardeal Sfeir exerceu a sua missão num contexto conturbado e foi um determinante artífice na comunhão, paz e reconciliação”, escreve.

O Patriarca Sfeir foi eleito para o cargo em 1986, ainda durante a guerra civil do Líbano, que opôs diferentes fações políticas e religiosas naquele pequeno país. Durante esse período foi sempre uma voz em defesa da paz e da convivência inter-religiosa e era respeitado por todos.

Renunciou ao seu cargo em 2011, levando os bispos do sínodo maronita a reunir-se para eleger o seu sucessor, o Patriarca Béchara Raï.


guialiga19_20_banner
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.