A+ / A-

PSP detém "líderes de bando" de carteiristas em Lisboa

12 mai, 2019 - 15:00 • Lusa

Os dois homens atuavam sobretudo nos elétricos mais turísticos.
A+ / A-

A PSP anunciou este domingo a detenção de dois homens, "líderes de um bando" suspeito da prática de diversos crimes de furto qualificado por método de carteirista, cometidos no interior das carreiras do elétrico 15 e 28, em Lisboa.

"Os arguidos, suspeitos de 15 crimes pelo método de carteiristas, atuavam essencialmente nos elétricos mais frequentados por turistas, acreditando a investigação que se tratam dos líderes de um bando que atua naquelas carreiras e que, por diversas vezes, de forma isolada, já foram detidos", refere o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP.

Em comunicado, o Cometlis acrescenta que os homens, de 35 e 57 anos, foram detidos no sábado e trata-se de um suspeito de nacionalidade portuguesa e outro de origem estrangeira.

"Os arguidos optavam, em regra, por vítimas turistas, que muitas vezes se fazem transportar com grandes quantidades de dinheiro e que, por estarem em transito no país, muitas vezes também, não chegam sequer a apresentar queixa. Ou quando o fazem, posteriormente não estão disponíveis para outras diligências processuais por já terem regressado ao país de origem", explica o Cometlis.

A nota refere ainda que ambos já estavam "amplamente referenciados pela prática deste tipo de crime, tendo já sido sentenciados várias vezes e cumprido, inclusive, pena de prisão".

Os arguidos foram presentes no sábado a primeiro interrogatório judicial e o juiz de instrução criminal aplicou-lhes a medida de coação mais gravosa: prisão preventiva.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.