A+ / A-

Barcelona. Homem que agrediu portuguesa era conhecido da polícia e dos moradores

23 abr, 2019 - 15:55 • Marta Grosso com imprensa espanhola

O crime ocorreu na madrugada de sábado, em plena rua. A mulher foi encontrada pelos serviços de limpeza da cidade em más condições físicas.
A+ / A-

O homem que agrediu violentamente e violou uma mulher portuguesa no passado fim-de-semana já é conhecido dos moradores da zona e já esteve preso três vezes.

Sem nome conhecido, foi batizado pela população como “monstro de Raval”. E porque voltou a aparecer a deambular nas ruas, a insultar toda a gente com quem se cruzava e a causar problemas, os moradores do moderno bairro da Cidade de Condal alertaram as autoridades.

A advertência não terá tido grande efeito, dado que o homem de 32 anos acabou por protagonizar uma das mais violentas agressões sexuais de que há memória.


O francês de origem argelina atacou uma portuguesa de 37 anos junto ao Museu Marítimo, em Drassanes. A mulher foi encontrada, na madrugada de sábado, com um braço partido, sem parte de uma orelha e vários outros ferimentos no corpo. Estava em estado de choque, incapaz de falar e foi transportada ao hospital.

O homem só foi detido ao final do dia.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.