A+ / A-
Exclusivo Bola Branca

Nani admite: "Custou-me muito sair do Sporting"

23 abr, 2019 - 12:45 • Rui Viegas

O internacional português fala pela primeira vez do "clube do coração" desde que trocou Alvalade pela MLS, e elogia a temporada dos leões em 2018/19.
A+ / A-

Veja também:


Nani fala pela primeira vez para Portugal desde que em Fevereiro trocou Sporting pelo Orlando City, da MLS, liga norte-americana. Em entrevista exclusiva a Bola Branca, o extremo internacional português confessa que não foi fácil, emocionalmente, deixar o "clube do coração", mas as questões financeiras, benéficas para si e para os próprios leões, falaram mais alto.

"Custou-me muito deixar o Sporting, porque é o clube do meu coração. É um clube de que gosto muito, vibro muito, quero sempre que tenha sucesso, mas apareceu uma nova oportunidade. E devido à situação financeira do clube e após uma conversa particular com os responsáveis do clube tudo indicava que tinha de partir para esta nova aventura. Acho que foi melhor para as duas partes", começou por dizer.

Apesar de ter deixado o emblema a meio da temporada, Nani diz que saiu a bem com o clube, e confessa saudades de Alvalade: "Saí a bem com o Sporting, queria ajudar no que fosse possível. Nesse caso, ter de abdicar de continuar no clube devido a um salário alto. Mas é como digo, terei sempre o Sporting no coração, com muitas saudades já dos adeptos e de todos aqueles que me receberam e continuam a apoiar-me, mesmo de longe"

Época positiva

Nani revela que continua a seguir o dia-a-dia da equipa de Alvalade e, na sua opinião, esta até está a ser uma temporada positiva, depois de tudo o que sucedeu no verão passado.

"Continuo a acompanhar a época do Sporting. Ainda faço parte desse plantel e quero que tenham muito sucesso. Torço pelos meus companheiros, por todos aqueles com quem compartilhei o balneário, os jogos e o clube. Para mim está a ser uma época bem conseguida, depois daquilo que se passou no início da temporada. Muitas mudanças, muita adaptação de muitos jogadores, troca de treinadores, de presidentes. Era um ano complicado, e toda a gente o sabia, e - afinal - acho que a equipa se tem comportado muito bem", começa por dizer o atacante de 32 anos.

O internacional português deixou ainda uma mensagem de agradecimento aos adeptos do Sporting.

"Com muito apreço por todos aqueles, em Portugal, que me apoiaram no meu regresso ao Sporting. E que continuam a apoiar, mesmo já não estando a representar o Sporting e já não estando a jogar em Portugal. Queria agradecer do fundo do coração, porque essas pessoas têm sido muito importantes para mim. Têm me dado muita força para continuar a acreditar nos meus sonhos", finaliza.

Ao serviço do emblema da MLS, Nani disputou oito jogos e "assinou" quatro golos, sendo nesta altura uma das figuras da equipa da Flórida, nos Estados Unidos. O Orlando City é o quinto emblema estrangeiro na carreira do jogador formado no Real Massamá e Sporting, depois de Manchester United (Inglaterra), Fenerbahçe (Turquia), Valência (Espanha) e Lazio (Itália).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.