A+ / A-
Crise dos combustíveis

Serviços mínimos vão ser alargados a todo o país e aos transportes públicos

17 abr, 2019 - 16:08 • Redação

Informação foi avançada à Renascença pela Associação de Transporte Rodoviário de Passageiros.
A+ / A-

Veja também:


A Associação de Transportadores Rodoviários de Passageiros disse esta quarta-feira à Renascença que tem a indicação de que os serviços mínimos vão ser alargados a todo o país e vão incluir os transportes públicos.

"A nossa expectativa é de que possa haver aqui, neste momento, uma alteração da situação relativamente à inclusão dos transportes públicos nos serviços mínimos a prestar pelos motoristas em greve", indica o presidente da associação, Cabaço Martins.

"Temos essa indicação, ainda não está concretizada, mas temos essas expectativas já mais fundadas de que poderá haver o alargamento a todo o país e a inclusão dos transportes públicos", acrescenta.

Para esta tarde está marcada uma nova reunião entre o sindicato dos motoristas de transporte de matérias perigosas, o Governo e a ANTRAM, depois de uma primeira tentativa de diálogo ter falhado na terça-feira à noite, ao segundo dia da greve convocada pelo Sindicato dos Motoristas de Transporte de Matérias Perigosas (SMTMP).

Está a ser afetado/a pela crise dos combustíveis? Partilhe connosco o que viu e viveu deixando o seu feedback nos comentários ou enviando as suas imagens para online@rr.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.