A+ / A-

"Miúdo do ballet" que chegou à Ópera de Paris vai atuar no Porto

11 abr, 2019 - 13:06 • Redação

Diogo de Oliveira tornou-se no primeiro português a garantir um lugar na Ópera Garnier. "Olhos nas estrelas, pés bem assentes no chão" é o lema seguido pelo bailarino de 20 anos.
A+ / A-
Diogo Oliveira. O "miúdo do ballet" que chegou à Ópera de Paris
Diogo Oliveira. O "miúdo do ballet" que chegou à Ópera de Paris

Começou a dançar com 11 anos e desde aí não parou. Nunca quis ser bailarino de profissão, mas a paixão pela dança foi evoluindo ao longo dos anos. Motivado pelos tios, donos da escola Domus Dança, no Porto, aprendeu ballet por ser “engraçado e interessante”. Agora é o seu dia-dia e não se vê a fazer outra coisa.

Entre treinos de 6 a 8 horas diárias, o jovem foi conquistando um lugar nos palcos internacionais. Aos 14 anos foi-lhe oferecida uma bolsa na Academia de Ballet de Bolshoi, na Rússia. Em 2015, ficou em primeiro lugar no concurso Youth America Grand Prix, em Paris, que acabou por ser a sua rampa de lançamento.

Diogo acredita que a Ópera de Paris surgiu “quase por acaso”. Não esperava ficar, mas correu bem e agora só dança profissionalmente fora de Portugal, uma vez que admite que “cá é mais difícil sermos profissionais de ballet”.

Recorda que nem sempre foi fácil e que as saídas com amigos foram muitas vezes trocadas por horas a treinar. Mas "valeram a pena" e não se arrepende das escolhas que teve que fazer. Os treinos são fundamentais para atingir os objetivos pretendidos e muitas vezes os meses de ensaios “resumem-se a minutos em cima do palco”.

Enche salas, recebe aplausos de pé e é um português pelo mundo. Reconhece que, para os profissionais da área, a técnica é fundamental, mas para o público comum “o que mais o cativa é a parte artística”.

Para muitos dançarinos ir viver e seguir carreira noutro país é um sonho e uma vontade, para Diogo a ideia de estar fora do país não o alicia e por isso sempre que consegue regressa às origens. É uma das razões que o leva a marcar presença no espetáculo de inauguração da exposição “Edgar Degas. No Mundo do Ballet”, no NorteShopping, no Porto.

Até 30 de maio, o espaço recebe espetáculos e 26 gravuras originais de Edgar Degas, onde o ballet é o protagonista.

A primeira performance é apresentada esta quinta-feira, às 19h00, e conta com diversos excertos dos bailados de D. Quixote e do Lago dos Cisnes, com a participação especial de Diogo de Oliveira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.