A+ / A-

Arquidiocese de Évora alarga renúncia quaresmal a Moçambique

01 abr, 2019 - 21:42 • Rosário Silva

Um mês depois de ter anunciado que a renúncia quaresmal dos cristãos da arquidiocese vai destinar-se, em 2019, à Venezuela, país que vive atualmente uma crise humanitária, o arcebispo de Évora decidiu repartir o produto dessa renúncia, também, por Moçambique.
A+ / A-

“A Arquidiocese de Évora acompanha na oração a dramática situação do Povo Moçambicano e solidariza-se com o seu sofrimento em especial situação de emergência”, escreveu na sua conta do Twitter, D. Francisco Senra Coelho.

“Proponho a todas as comunidades eclesiais da nossa Arquidiocese que destinemos a Renúncia Quaresmal também à Cáritas de Moçambique”, lê-se neste novo Tweet.

De acordo com o prelado, fica completa “a minha Mensagem Quaresmal, apelando a que a nossa generosidade seja destinada aos irmãos e irmãs em sofrimento na Venezuela e em Moçambique, através das duas Cáritas Nacionais”.

O arcebispo de Évora apela, ainda, “à caridade de todos para que em espírito de Quaresma saibamos partilhar na oração com aqueles que vivem angustiantes momentos de dolorosas aflições.”

“Discípulos missionários em tempo de Quaresma” é o tema da mensagem quaresmal de D. Francisco e segue a linha do desafio que a arquidiocese alentejana vive no Ano Pastoral 2018/2019. Na sua primeira mensagem quaresmal à arquidiocese, D. Francisco Senra Coelho pede “oração e compromisso missionário”, numa altura em que a Igreja vive momentos difíceis.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.