|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Detida mulher suspeita de burlas no valor de 50 mil euros através do OLX e MB Way

29 mar, 2019 - 12:59 • Cristina Nascimento

Mulher entrava em contacto com pessoas que colocavam artigos à venda na internet e aproveitava o desconhecimento dos anunciantes sobre o sistema de pagamento para fazer levantamentos e compras.

A+ / A-

A Polícia Judiciária (PJ) deteve uma mulher de 29 anos suspeita de ter lesado dezenas de pessoas através do OLX e do sistema de pagamento MBWAY.

De acordo com o comunicado, a alegada criminosa terá feito compras e levantamentos de dinheiro a rondar os 50 mil euros, num esquema que começou a utilizar em fevereiro de 2018.

"Após colocarem os artigos à venda no site OLX, os lesados receberam no seu telemóvel uma mensagem escrita de um suposto interessado, alegando que pretendia efetuar o pagamento através da aplicação MBWay. Desconhecendo o funcionamento da aplicação e convencidos de que se tratava de transações legítimas, os lesados ativaram o referido serviço seguindo instruções do defraudador, introduzindo o número de telemóvel e o código que lhes foi fornecido", descreve a PJ.

Os lesados não recebiam o valor solicitado pelo artigo que pretendiam vender e acabavam "por verificar a existência de diversos levantamentos em numerário e débitos em conta de valor bastante superior".

A mulher agora detida praticaria os crimes a partir de Setúbal e é suspeita da prática dos crimes de burla informática e associação criminosa.

SIBS recomenda práticas de segurança

Em comunicado enviado à Renascença, a SIBS, entidade gestora da rede multibanco e responsável pela plataforma MB WAY, esclarece que "as burlas ou fraudes com serviços legítimos e fidedignos, como é o caso do serviço MB WAY, são fundamentalmente um problema de segurança pública, pelo que a SIBS mantém uma relação estreita com as autoridades com vista a ajudar a prevenir e/ ou identificar estas atividades".

A SIBS garante que os seus serviços são disponibilizados "com a máxima segurança e que podem ser usados com toda a confiança", recordando a "a importância dos utilizadores se protegerem".

Na nota, a SIBS recorda ainda as seguintes medidas de segurança:

  • Nunca deve adicionar, ou permitir que adicionem à sua conta ou cartão bancário, um número de telemóvel que não possui ou desconhece, quer seja através do MULTIBANCO, quer seja através do homebanking.
  • Os bancos não solicitam, telefonicamente ou por mail, que adicione à sua conta bancária um número de telemóvel que não é seu ou não conhece. Caso seja contactado neste sentido e desconfie da legitimidade do contacto, deverá de imediato entrar em contacto com o seu banco.
  • Da mesma forma, nenhuma entidade legítima, como operadoras de comunicação ou de outros serviços, lhe poderá solicitar, telefonicamente ou por mail, que adicione à sua conta bancária um número de telemóvel que não é seu ou não conhece. Caso seja contactado neste sentido e desconfie da legitimidade do contacto, deverá de imediato entrar em contacto com o seu banco.
  • Nunca forneça dados confidenciais ou pessoais como resposta a mensagens de correio eletrónico ou via sms, mesmo que a origem da solicitação aparente ser legítima.
  • Não siga ligações que recebeu em mensagens de correio eletrónico ou via sms.
  • Verifique os extratos das suas contas bancárias regularmente.
  • A SIBS recomenda que contacte o seu banco para adicionar o(s) seu(s) número(s) de telemóvel para que possam ter a sua ficha de cliente totalmente preenchida.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.