|
A+ / A-

Radovan Karadzic condenado a prisão perpétua pelo massacre de Srebrenica

20 mar, 2019 - 14:09 • Redação com Reuters

O líder sérvio tinha sido condenado a 40 anos, mas os juízes do recurso consideraram que a pena era demasiado leve.

A+ / A-

Leia também:


O líder bósnio-sérvio Radovan Karadzic foi condenado esta quarta-feira a prisão perpétua pelo seu papel no massacre de Srebrenica, durante a guerra da Jugoslávia.

Quem é Karadzic? O político que quis a "limpeza étnica" da Bósnia
Quem é Karadzic? O político que quis a "limpeza étnica" da Bósnia

Karadzic já tinha sido condenado a 40 anos de prisão em primeira instância, mas a acusação recorreu. No recurso, os juízes do Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia (TPI-J) concordaram que a pena era demasiado leve e aumentaram-na para prisão perpétua.

Na leitura do acórdão, os juízes aceitaram a decisão da primeira instância de que Radovan Karadzic teve como intenção cometer genocídio contra os bósnios muçulmanos durante a guerra.

O massacre de Srebrenica ocorreu em 1995 e foi um dos incidentes mais trágicos da guerra que se seguiu à desintegração da Jugoslávia.

Recorde abaixo o testemunho de um militar português das atrocidades cometidas na Guerra da Bósnia.

"Julgava que não veria aquilo na Europa". As atrocidades da Bósnia testemunhadas por um militar português
"Julgava que não veria aquilo na Europa". As atrocidades da Bósnia testemunhadas por um militar português
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.