A+ / A-

Marcelo diz que Portugal está a fazer "percurso rápido e bom" na economia

16 mar, 2019 - 13:59 • Lusa

Presidente entende a subida de 'rating' de Portugal como uma forma de reconhecimento do trabalho feito.
A+ / A-

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, congratulou-se este sábado com o “percurso rápido e bom” que o país está a fazer e que levou uma agência de ‘rating’ a subir a notação de Portugal dois níveis.

“Estamos a fazer um percurso rápido e bom”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, durante uma visita à Festa do Queijo da Serra da Estrela de Oliveira do Hospital.

Na sua opinião, esta subida “quer dizer que se reconhece, nos mercados financeiros, a evolução portuguesa”.

“E os juros da dívida portuguesa aproximam-se dos juros da dívida espanhola e distanciam-se dos italianos”, frisou O Presidente da República.

A agência de notação financeira Standard & Poor’s (S&P) subiu na sexta-feira o 'rating' de Portugal para dois níveis acima do grau de investimento especulativo, com perspetiva estável.

“Estamos a subir o nosso ‘rating’ de Portugal para ‘BBB/A-2’ de ‘BBB-/A-3’. A perspetiva é estável”, indicou a agência de ‘rating’ em comunicado.

A S&P passa assim a ter a mesma avaliação para a dívida soberana portuguesa que a Fitch e a DBRS, que também avaliam a dívida pública portuguesa em 'BBB' com perspetiva estável.

“Houve duas notícias muito boas esta semana”, disse o Presidente da República, acrescentando que a primeira tinham sido “os juros da dívida pública que bateram um recorde, foram os mais baixos dos últimos longos anos”.

Antes de visitar a Festa do Queijo da Serra da Estrela, Marcelo Rebelo de Sousa inaugurou o Museu do Azeite, em Bobadela, no mesmo concelho, um projeto privado que resultou do sonho de António Dias, na sequência da recolha de artefactos que fez ao longo de 30 anos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    17 mar, 2019 Lisboa 22:14
    Está tudo tão bem, que o que se pergunta agora é porque há tanto descontentamento, frustração, e falta de dinheiro nos bolsos das pessoas. Devem ser vestigios daquela frase que se ouviu nos tempos da Ditadura PSD-CDS-Troik-Cavaco Silva : "os Portugueses não estão melhor, mas o Páis está "muito melhor"" . Pena ninguém dar por isso no dia-a-dia
  • Pompeu
    16 mar, 2019 lisboa 14:35
    marcelo irá cometer o maior crme contra a privacidade e segurança aprovando o diploma que obriga os bancos a transmitir ao fisco os saldos da contas bancarias etc acima dos 50 000 euros.Continuará aa permitir q as companhias d agua e eletricidade sjam obrigadas a enviar cosumos pra fisco/camaras,Ests devassas da privacidade e uso propriedade sao piores que quaiqeres scretas terroristas.Quem poupa leva ,logo mais vale emigrar pra paises q nao nos consideram criminoso á partida e remuneram mais e o empreendorismo é bem vindo,O controlo individual através do fisco supera o controlo do ESTADO NOVO e o fisco serve para tudo,confiscar bens e ordenados ,açoes coercivas sobre multas etc.Afinal somos estado democrático ou uma ditadura disfarçada ???
  • Pompeu
    16 mar, 2019 lisboa 14:35
    marcelo irá cometer o maior crme contra a privacidade e segurança aprovando o diploma que obriga os bancos a transmitir ao fisco os saldos da contas bancarias etc acima dos 50 000 euros.Continuará aa permitir q as companhias d agua e eletricidade sjam obrigadas a enviar cosumos pra fisco/camaras,Ests devassas da privacidade e uso propriedade sao piores que quaiqeres scretas terroristas.Quem poupa leva ,logo mais vale emigrar pra paises q nao nos consideram criminoso á partida e remuneram mais e o empreendorismo é bem vindo,O controlo individual através do fisco supera o controlo do ESTADO NOVO e o fisco serve para tudo,confiscar bens e ordenados ,açoes coercivas sobre multas etc.Afinal somos estado democrático ou uma ditadura disfarçada ???