A+ / A-

Recurso rejeitado. Rui Pinto vai ser extraditado para Portugal

14 mar, 2019 - 15:09 • Redação

O "hacker" português estava em prisão efetiva desde o dia 5 de março, quando apresentou recurso, com efeitos suspensivos, da decisão de extradição para Portugal.
A+ / A-

O "hacker" Rui Pinto vai ser mesmo ser extraditado para Portugal, depois das autoridades da Hungria terem recusado, esta quinta-feira, o recurso apresentado pelo português, confirmou a Renascença.

O português, um dos denunciantes do "Football Leaks", estava em prisão efetiva desde o dia 5 de março, após ter apresentado recurso, com efeitos suspensivos, de decisão de um tribunal húngaro ao pedido de extradição emitido pelas autoridades portuguesas.

Rui Pinto esteve em prisão domiciliária, em Budapeste, desde o dia 18 de janeiro até 5 de março, na sequência de um mandado de detenção europeu emitido pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP).

A partir deste momento, os termos do processo serão combinados entre as forças policiais dos dois países, sendo que nos próximos dias é esperada uma equipa da Polícia Judiciária em solo húngaro, para assumir a custódia de Rui Pinto. De acordo com a legislação portuguesa, Rui Pinto terá de ser extraditado para Portugal nos próximos dez dias.

Em Portugal, alegado "hacker" está indiciado por seis crimes: dois de acesso ilegítimo, dois de violação de segredo, um de ofensa a pessoa coletiva e outro de extorsão na forma tentada.

Na base do mandado estão o acesso aos sistemas informáticos do Sporting e do fundo de investimento "Doyen Sports" e posterior divulgação de documentos confidenciais, como contratos de jogadores do Sporting e do então treinador Jorge Jesus, assim como de contratos celebrados entre a "Doyen" e vários clubes de futebol.

Quando chegar a solo português, Rui Pinto será conduzido ao Estabelecimento Prisional anexo à Policia Judiciária, onde vai aguardar os primeiros interrogatórios da justiça portuguesa. Primeiro, no DCIAP, e depois no Tribunal Central de Instrução Criminal, onde irá conhecer as medidas de coação.

[Atualizado às 16h20]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Juiz Vermelho
    14 mar, 2019 Catedral 18:17
    A menos que entregues quem te pagou para fazeres o que fizeste, por cá, nem a viver na Sede dos Super Dragões, estás a salvo ...