A+ / A-

Caixa Geral de Depósitos vai subir comissões das contas e levantamentos nos balcões

14 mar, 2019 - 03:16 • Redação

Um levantamento no balcão com a caderneta vai praticamente triplicar, de 1 euro para 2,75 euros. Atualização dos preços entra em vigor a 15 de maio.
A+ / A-

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) prepara-se para aumentar as comissões sobre os titulares de contas à ordem, a partir de 15 de maio.

Um levantamento no balcão com a tradicional caderneta vai praticamente triplicar, de 1 euro para 2,75 euros.

Os clientes com a conta mais barata, a Caixa S, que tenham bonificação também vão ser visados. Atualmente, pagam mensalmente 2,6 euros, vão passar a 2,91 euros, uma subida de 31 cêntimos equivalente a 12%.

Os estudantes universitários, a partir de 26 anos, perdem a isenção da comissão de manutenção de conta. Passam a pagar dois euros por mês, mais imposto de selo (IS).

A medida estende-se a professores e funcionários das faculdades. Quem tiver “cartão Caixa IU-Institutos e Universidades” passa a ter que desembolsar 2,8 euros (mais IS) por mês pelas despesas de manutenção. A conta “cartão Caixa IU-Institutos e Universidades e cartão Caixa Classic (sem programa de lealdade) ou Caixa ITIC” terá uma comissão mensal de quatro euros (IS).

A Caixa Geral de Depósitos cobrou o ano passado 383,3 milhões de euros em comissões, uma subida de 2,3% em relação a 2017.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    14 mar, 2019 Lisboa 18:31
    Bem fiz eu que fechei as contas que tinha na CGD e abri-as no Banco CTT. Mais tarde ou mais cedo também vai começar a cobrar comissões, mas aí, será conta de serviços mínimos bancários. Na CGD, já chegam as fortunas em impostos que para lá foram para recapitalizar o banco, depois dos políticos e amigos deles, terem feito da CGD o seu porquinho mealheiro. Não precisam de mais chulice...
  • Onde está a Ass.Rep?
    14 mar, 2019 12:31
    Fica uma questão: é legal roubar os depositantes? Qual é o limite? podem cobrar o que quiserem?
  • xxxxx
    14 mar, 2019 09:54
    Isto tudo sobe neste país, mas os salários nem pensar, são quase os mesmos de há vinte ou 30 anos. Depois venham dizer que as pessoas estão mais pobres, e de mal a pior, é porque andam a gastar acima das suas possibilidades. Canalhas!
  • ze
    14 mar, 2019 aldeia 09:22
    Assim....é fácil resolver os BURACOS que eles (gestores) causam de milhares de milhões,fecham balcões.despedem trabalhadores etc.....
  • José Joaquim Cruz Pinto
    14 mar, 2019 Ílhavo 08:57
    Parece mais ou menos da ordem de grandeza dos lucros de exploração, não é?. CGD - Centro do G--o D--do. Atenção que nada tenho contra a existência de um banco público, e quase todos os outros são bem piores. Sem necessitarmos de grande imaginação, praticamente todas as outras siglas bancárias terão leituras semelhantes, aqui apenas sugeridas. Que tal um grande concurso nacional (de adivinhas) sobre esse tema?
  • Luis Ribeiro
    14 mar, 2019 Faro 05:40
    Como diz o Sr Presidente da Republica, é preciso "sacrificios" para ajudar a banca para bem de todos. Pois, eu vou ajudar a Caixa de outra forma: irei encerrar as contas e concentrar apenas uma num só banco, E porque praticamente sou obrigado a isso, pois muitos pagamentos já tenho de os fazer obrigatoriamente por meios electronicos, caso contrario era como no antigamente, dinheiro no colchão ! Agora alimentar esta malandragem ? Esqueçam isso!