A+ / A-

Lisboa tem melhor qualidade de vida que Madrid, Londres e Nova Iorque

13 mar, 2019 - 06:25 • Lusa

À frente da lista com 231 cidades está Viena e no fim Bagdad. Este ano a Mercer apresenta um ranking separado sobre segurança pessoal.
A+ / A-

Lisboa está na 37.ª posição na lista das cidades com melhor qualidade de vida em 2019 e é a 31.ª cidade mais segura do mundo, segundo um estudo anual realizado pela consultora Mercer.

De acordo com a consultora, na lista de cidades com a melhor qualidade de vida Lisboa subiu um lugar no último ano, do 38.º para 37.º posto, mantendo-se "acima de Madrid (no 46.º lugar), Barcelona (43.º), Paris (39.º), Londres (41.º) ou Nova Iorque(44.º)".

Relativamente ao ranking da segurança, este ano Lisboa encontra-se na 31.ª posição, "subindo 12 lugares relativamente a 2005", quando se encontrava na 43.ª.

"Neste aspeto, Lisboa encontra-se acima de cidades como Dublin (32.ª), Paris (60.ª) ou Barcelona (61.ª)", salientou a consultora.

À frente da lista com 231 cidades está Viena, com a melhor qualidade de vida a nível mundial pelo 10.º ano consecutivo, seguida por Zurique (2.º lugar) e por Auckland, Munique e Vancouver, que ocupam o 3º lugar 'ex aequo'.

Auckland é a cidade mais bem classificada da Oceânia, Vancouver a cidade mais bem classificada na América do Norte e Montevideo (78ª) na América do Sul. Singapura (25ª) e Porto Luís (83ª) são as cidades mais bem classificadas na Ásia e em África, respetivamente.

Bagdad está na última posição, apesar de se terem verificado "melhorias significativas associadas aos serviços de segurança e saúde". Na lista das cidades com menos qualidade de vida estão Sana (Iémen) e Bangui (República Central Africana).

Analisada segurança pessoal

Este ano a Mercer apresenta um ranking separado sobre segurança pessoal, "que analisa a estabilidade interna das cidades, níveis de criminalidade, aplicação da lei, limitações à liberdade individual, relações com outros países e liberdade de imprensa".

Nesta lista, a Europa Ocidental domina, com a cidade do Luxemburgo no topo, seguida, em segundo lugar, por Basel e Bern (na Suíça), Helsínquia (Finlândia) e Zurique (Suíça), 'ex aequo'.

Sana (229), Bangui (230) e Damasco (231) são as cidades mais inseguras, de acordo com esta análise.

O 21.º estudo anual Quality of Living da Mercer mostra que "muitas cidades em todo o mundo ainda oferecem ambientes atrativos para fazer negócios", sendo "as cidades melhor pontuadas as que perceberam que a qualidade de vida é uma componente essencial no que se refere à atratividade de negócios e à mobilidade de talento".

No entanto, revela a consultora, "as tensões comerciais e as tendências populistas continuam a dominar o clima político e económico global".

"A conjugação entre o espectro de uma política monetária restritiva e a volatilidade iminente dos mercados leva a que os negócios internacionais se encontrem mais pressionados do que nunca para garantir que as operações no estrangeiro tenham sucesso", revelou.

A Mercer faz anualmente uma avaliação de mais de 450 cidades em todo o mundo, incluindo 231 destas cidades neste 'ranking'.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.