A+ / A-

Juízes desconvocam greve nacional marcada para sexta-feira

21 fev, 2019 - 14:30

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses justifica a desconvocação da greve pelo facto de ter havido uma aproximação de posições com o Governo.
A+ / A-

A greve nacional dos juízes marcada para sexta-feira foi desconvocada pela Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP), devido à aproximação de posições com o Ministério da Justiça sobre a revisão do Estatuto dos Magistrados Judiciais.

Em comunicado, a direção da ASJP justifica a desconvocação da greve em todas as jurisdições e instâncias com o facto de ter havido uma aproximação de posições com o Governo que "é necessário sujeitar a deliberação da assembleia geral da ASJP, convocada para sexta-feira na Casa do Juiz, em Bencanta, Coimbra.

"A ASJP está firmemente empenhada na criação das condições necessárias, junto do Governo e da Assembleia da República, para que a revisão do Estatuto dos Magistrados Judiciais seja aprovada em consenso com os juízes", adianta a ASJP, sem adiantar precisar que avanços se registaram nas negociações com o Ministério da Justiça.

A ASJP sublinha que, por essa razão, "em sinal de boa-fé negocial", decidiu desconvocar a greve de sexta-feira, mantendo-se, contudo, o aviso para os restantes 8 dias de greve do ano de 2019, incluindo três dias em outubro, em datas exatas a designar oportunamente.

Na assembleia geral de sexta-feira, em Coimbra, os juízes analisarão as propostas pendentes e decidirão sobre a suspensão ou continuação dos protestos.

Em causa está a revisão do Estatuto dos Magistrados Judiciais, depois de a ASJP ter considerado que a proposta apresentada pelo Governo estava incompleta e era inaceitável.


guialiga19_20_banner
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ayres
    21 fev, 2019 Viseu 15:31
    "A Associação Sindical dos Juízes Portugueses justifica a desconvocação da greve pelo facto de ter havido uma aproximação de posições com o Governo.! Este texto diz tudo. Já agora queria desejar as melhoras ao governo do PS do António Costa! Porquê? Porque já tem enfermeiros e Juízes!!!!