A+ / A-

Lopetegui sentiu-se "injustiçado" com o despedimento da seleção espanhola

14 fev, 2019 - 11:04 • Redação

Antigo treinador do FC Porto falou sobre a passagem pela seleção espanhola, o despedimento na véspera do arranque do Mundial 2018, e ainda o período no Real Madrid.
A+ / A-

Julen Lopetegui, antigo treinador espanhol do FC Porto, falou à BBC sobre o pesadelo da saída da seleção espanhola, na véspera do arranque do Mundial 2018, e sobre a experiência falhada no Real Madrid.

O técnico explicou que preferiu tornar pública a decisão de assinar pelo Real Madrid e mostrou-se surpreendido com a decisão da federação espanhola: "Foi muito difícil. Estávamos prontos para fazer um grande Mundial. O 'timing' não foi escolhido por mim ou pelo Real Madrid. Aceitei o convite, mas o Mundial era a minha única responsabilidade. Manter tudo em segredo durante um mês era impossível e desonesto".

Lopetegui diz que não estava à espera da decisão do presidente da Federação Espanhola de o demitir dois dias antes do arranque no Mundial: "Foi muito duro e uma grande surpresa. Senti-me injustiçado. Decidimos que o melhor era fazer uma conferência de imprensa, abrir o jogo, e depois fechar o assunto e focar no Mundial".

"Foram cinco horas de avião de Moscovo até Madrid em que não disse uma única palavra, mas a vida é assim. foi uma experiência dura mas tento recordar pela positiva", adicionou.

Apresentação no Real Madrid

Poucas horas depois da demissão, Lopetegui foi apresentado no Real Madrid, no Estádio Santiago Bernabéu, onde não conseguiu esconder a emoção. "Não tinha dormido, não sabia onde estava. Um dia estava na Rússia prestes a começar o Mundial, e no dia seguinte numa equipa nova. A emoção foi muita, foi muito difícil deixar o Mundial, que era um sonho meu".

Lopetegui foi demitido do clube depois de alguns meses no cargo e analisa o desempenho da equipa: "Tivemos um bom início, a jogar bem, mas depois foram três semanas bastante más. Tínhamos a certeza que o momento iria passar, mas não nos deram tempo. Respeito muito o novo treinador e adoro os jogadores, sempre foram incríveris comigo".

"Nunca direi uma palavra má sobre o Real Madrid, foi uma experiência incrível, mas agora tenho de pensar no futuro", rematou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.