|
A+ / A-

Atentado mata pelo menos 27 guardas revolucionários no Irão

13 fev, 2019 - 19:19 • Redação, com Reuters

Ataque suicida foi reivindicado por um grupo sunita.

A+ / A-

Pelo menos 27 elementos da Guarda Revolucionária foram mortos esta quarta-feira, no Irão, em resultado de um atentado suicida.

O ataque aconteceu numa entre as cidades de Zahedan e Khash, no sul do país.

Um bombista suicida fez explodir uma carrinha armadilhada junto a um autocarro que transportava elementos da Guarda Revolucionária, uma força de elite iraniana.

A ação já foi reivindicada pelo grupo Jaish al Adl (Exército da Justiça), da minoria sunita, avança a agência de notícias Fars.

Um vídeo divulgado pela mesma agência mostra um cenário de destruição, com destroços das viaturas e sangue das vítimas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.