A+ / A-

Portugal recebe Euro de futsal feminino com o sonho de ser o primeiro campeão da história

13 fev, 2019 - 18:05 • Inês Braga Sampaio

Produção de larga escala da Federação, em Gondomar, também com o objetivo de força à seleção para conquistar o Europeu.
A+ / A-

O objetivo de Portugal para o primeiro Europeu de futsal feminino da história, que se realiza em Gondomar, de sexta-feira a domingo, é levar o caneco para casa. Ou, neste caso, mantê-lo exatamente onde está.

É essa a mensagem de Jorge Braz, coordenador de futsal da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que marcou presença, esta quarta-feira, na apresentação do Pavilhão Multiusos de Gondomar, onde se vai realizar a competição. O selecionador masculino salienta a preparação especial que a seleção fez para o torneio, de forma a corresponder às expectativas criadas e tornar-se a primeira campeã da Europa da história.

"Estamos a chegar à etapa final. Temos duas etapas, a etapa de sexta-feira, para a qual está toda a gente muito focada, para depois estarmos na oportunidade de realmente fazermos história. Esta época desportiva, estamos a falar de 10 jogos de preparação, de ultrapassar já os 50 treinos, o que não é normal para uma seleção nacional numa época desportiva. Queremos realmente corresponder à expectativa, à envolvência e ao entusiasmo que todos sentimos com a organização deste primeiro campeonato da Europa", assumiu o dirigente e selecionador.

Ricardinho e companhia vão assistir à final

No balneário, a palavra será de Luís Conceição, selecionador feminino de futsal. Jorge Braz, que estará com a equipa a cada passo, salientou que as jogadoras estão "entusiasmadas e focadas", além de cientes da "responsabilidade muito positiva" que lhes cai sobre os ombros.

No domingo, dia da final, os 14 jogadores que, em 2018, se sagraram campeões da Europa de futsal masculino estarão nas bancadas a apoiar as homólogas femininas. Incluindo Ricardinho, natural de Gondomar. Jorge Braz enalteceu que essa atitude "é cultura de seleção", numa modalidade em que todos os ramos convergem em prol de Portugal.

"É cultura de perceber o que é representar a seleção nacional portuguesa, seja feminina, masculina, sub-17, sub-18, seja o que for, qual é a exigência. Seja em que competição ou em que jogo for, sabemos muito bem o que temos de procurar sempre. Elas estão muito preparadas para procurar o sonho no palco dos sonhos", afiançou o dirigente.

Operação gigante para ser pioneiro exemplar

O "palco dos sonhos" é expressão da vereadora do Desporto da Câmara Municipal de Gondomar, Sandra Brandão, que se mostrou convencida de que Portugal será o primeiro campeão europeu de sempre.

Esperança partilhada pelo diretor da Federação Portuguesa de Futebol. Pedro Dias fala de uma produção de larga escala, também com o objetivo de força à seleção portuguesa para conquistar o Europeu:

"Parece tudo muito rápido, vão ser só dois dias de competição, mas antes, já tivemos uma longa caminhada. Temos muita gente a participar na organização deste evento, desde a larga equipa do município de Gondomar a mais de duas dezenas de pessoas que vieram da UEFA e que já se juntaram à equipa da FPF, que está aqui em permanência durante esta semana para que este evento seja um sucesso. Vamos todos torcer muito para que o ambiente que foi preparado para este Campeonato da Europa sirva para ajudar a nossa seleção a encontrar o caminho para duas vitórias, que é isso que, naturalmente, estamos à espera."

A meia-final entre Portugal e Ucrânia está marcada para sexta-feira, às 21h45, no Multiusos de Gondomar. O outro jogo é entre Rússia e Espanha, às 19h00 do mesmo dia. As quatro equipas lutam por dois lugares na final do Europeu de futsal feminino, agendada para as 18h30 de domingo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.