A+ / A-

Papa recebe capa de honras mirandesa. "Portugueses são muito fortes"

13 fev, 2019 - 13:50 • Olímpia Mairos

Francisco vestiu a capa e disse que os portugueses são muito fortes por carregarem uma capa com “tanto peso”, conta autarca de Miranda do Douro.
A+ / A-

O município de Miranda do Douro ofereceu, esta quarta-feira, ao Papa Francisco uma capa de honras mirandesa.

“Foi com grande orgulho e com grande honra que oferecemos, hoje, ao Papa Francisco uma capa de honras mirandesa”, afirma à Renascença o presidente da autarquia de Miranda do Douro.

Artur Nunes conta que o Papa Francisco recebeu a capa e vestiu-a.

“Vestiu a capa e disse-me que os portugueses são muito fortes por carregarmos uma capa com tanto peso”, conta o autarca, frisando que “a cultura mirandesa e Portugal estão de parabéns, porque estas palavras sábias do Papa vêm também honrar todo um território e Portugal”.

O presidente da Câmara de Miranda do Douro revela ainda que pediu ao Papa a “bênção para o povo mirandês” e agradece o acolhimento de Francisco.

A capa de honras que o autarca ofereceu ao Papa Francisco foi confecionada “por artesãs mirandesas que a ofereceram e eu só fui portador”.

As origens da capa de Honras

Segundo o investigador António Rodrigues Mourinho, a capa de honras mirandesa tem origem na região espanhola de Leão e "remontará aos séculos IX ou X, tendo origem na 'capa de chiba' que, traduzido do espanhol para português, quer dizer 'capa de cabra'".

Sobre "esta peça 'sui generis' só há dois documentos conhecidos que referem este tipo de capa e são datados de 1819 e 1828”, diz.

Há também quem defenda que a capa de honras mirandesa poderá ter surgido da capa pluvial de Arperjes, usada nos mosteiros das Terras de Leão (Espanha).

A Capa de honras Mirandesa tinha como finalidade proteger do frio os guardadores de gado, e assumiu, nos tempos modernos, outra função social, sendo usada em cerimónias protocolares ou atos de importância relevante, embora seja usual oferecer uma capa de honras a pessoas distintas que visitam o município de Miranda do Douro.

A capa de honras é uma peça com grande valor etnográfico. Implica um trabalho minucioso por parte do artesão, devido à sua grande complexidade, e é confecionada com lã de ovelha, depois de fiada, urdida, tecida e pisoada (burel).

O valor da capa de honras mede-se ou avalia-se pelo seu feitio e pelos dias que o artesão demora a confecioná-la. As pessoas mais ricas e nobres eram consideradas honradas ao ter o privilégio de usar uma capa mais trabalhada e que demorava mais tempo a fazer.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.