A+ / A-
Energia

Conheça as empresas com oferta mais barata de luz e gás

12 fev, 2019 - 17:00 • Sandra Afonso com redação

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos elegeu os fornecedores de energia mais rentáveis. Poupanças podem chegar aos 500 euros.
A+ / A-

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) publicou, esta terça-feira, um simulador de preços de energia que compara todas as ofertas comerciais para os consumidores de eletricidade e gás natural.

De acordo com os dados de 2018 disponíveis no site da ERSE, a GoldEnergy, Galp e Energia Simples são as empresas com energia mais barata.

No último trimestre do ano passado, uma família sem filhos podia ter eletricidade por 325 euros por ano com a GoldEnergy. O mesmo agregado consegue assegurar serviços de gás natural por de 101 euros por ano, a oferta anual mais barata, pertencente à Energia Simples.

Se a mesma família estiver interessada em ter gás e eletricidade do mesmo fornecedor, então a melhor opção é a Gold Energy, por 430 euros/ano, e uma poupança de 138 euros, face à proposta mais cara no mercado.

Para um casal com dois filhos, o melhor tarifário para a eletricidade pertence à Galp. Para serviços de gás natural a melhor oferta é da Gold Energy e para os garantir os dois serviços vence, de novo, a Galp, em comparação com a proposta mais cara. A poupança ultrapassa os 260 euros.

O estudo não considera ofertas que incluem serviços adicionais como assistência técnica diagnósticos energéticos. De acordo com o regulador, "o número de ofertas comerciais tem vindo a aumentar, registando-se no 4º trimestre de 2018 um valor máximo de ofertas comerciais mono eletricidade e duais".

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.