A+ / A-

Venezuela. "Não somos partidários de Guáido nem adversários de Maduro", diz MNE

12 fev, 2019 - 16:52 • Paula Caeiro Varela , com Redação

Augusto Santos Silva sublinha que Portugal é partidário "de uma solução política que resulte da expressão livre das preferências das pessoas” e sublinha que a crise na Venezuela "também diz respeito" aos portugueses e aos europeus.
A+ / A-

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, diz que Portugal não é partidário de Guaidó, mas de uma solução para a Venezuela que respeite a democracia.

“Nós não somos partidários de Guáido nem adversários de Maduro”, disse o ministro, esta terça-feira, na comissão parlamentar dos Negócios Estrangeiros.

Augusto Santos Silva sublinha que Portugal é partidário "de uma solução política que resulte da expressão livre das preferências das pessoas”, deixando a advertência de que "a crise na Venezuela é uma situação que a nós, aos portugueses e aos europeus, também diz respeito".

“É também uma questão interna nossa, de europeus e de portugueses”, insistiu, afirmando que a melhor solução para defender os interesses da comunidade europeia na Venezuela é fazer "tudo que está ao nosso alcance para favorecer uma solução pacífica política para a Venezuela”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José Barros
    18 fev, 2019 Évora 14:33
    Verdade! Vocês xuxalistas não são nada. Nada mesmo.