A+ / A-

Grupo Luz Saúde suspende acordo com a ADSE

12 fev, 2019 - 15:55 • Eunice Lourenço , Cristina Nascimento

Suspensão entre em vigor no dia 15 de abril.
A+ / A-

Depois do grupo da CUF, agora é a Luz Saúde que anuncia a suspensão do acordo com a ADSE.

"Apesar de todos os nossos esforços no sentido de o evitar, informamos que os Hospitais e Clínicas da Rede Hospital da Luz se veem obrigados, a partir de 15 de abril, a deixar de prestar os serviços ao abrigo das convenções celebradas com a ADSE", lê-se no comunicado interno do grupo, a que a Renascença teve acesso.

Neste comunicado, o grupo informa os seus colaboradores que "continuarão a ser prestados os seguintes serviços ao abrigo do regime convencionado, desde que iniciados antes do dia 15 de abril" a "grávidas até à alta após o parto", "tratamentos relacionados com doença oncológica" e "cuidados de saúde de internamento".

A nota refere que o grupo Luz Saúde tem, entre os seus clientes, 250 mil clientes que frequentam o grupo, composto por 14 hospitais e 13 clínicas.

Tal como a CUF, o grupo Luz Saúde anuncia a criação de "condições especiais de preços e de financiamento de cuidados" para os clientes beneficiários da ADSE, recordando também que os utentes devem informar-se ainda sobre as condições de reembolso a que têm direito.

O Grupo Luz Saúde garante que tentaram "até ao limite" encontrar um entendimento com a ADSE que permitisse "um acordo equilibrado" no que diz respeito às tabelas de preços "sem alterações há mais de 20 anos" e que não inclui "atos médicos que fazem parte da rotina médica atual". Exigem também "a não aplicação retroativa de regras de regularização de faturação".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Beneficiário
    15 fev, 2019 ADSE 11:37
    Condições "especiais" para beneficiários da ADSE... Não me façam rir ... Os Beneficiários da ADSE iam mesmo passar dos 3,99€ a consulta, para 35 a 98€ à cabeça, e receber a comparticipação da ADSE de cerca de 20,45€, 2 meses depois... Foi nessa altura que o despertador tocou ... Querem sair da ADSE? Então acabam, em termos de ADSE. É tão simples como isso.
  • FP
    13 fev, 2019 Lisboa 17:40
    Hospitais CUF e Luz Saude são para largar, em termos de beneficiários da ADSE. Há outros prestadores que se mantêm, e saõ tão bons como eles. E depois ainda insultam a nossa inteligência aparecendo com os "rebuçados" das "condições especiais para beneficiários da ADSE...". Para mim, acabaram: já cancelei 2 actos médicos com os da CUF e transferi para outro que não largou os utentes, porque só quer lucro fácil e não quer pagar as continhas...
  • Beneficiario ADSE
    13 fev, 2019 ADSE 08:26
    Metam as condições especiais de preços e de financiamento de cuidados para os clientes beneficiários da ADSE, sabem onde. Suspenderam acordo, então acabaram. Ponto final.
  • Americo
    12 fev, 2019 Leiria 19:12
    Degradaram o SNS de que sou beneficiário. Agora segue a ADSE........pois claro....... Sovietização da sociedade Portuguesa. Força.
  • Beneficiário ADSE
    12 fev, 2019 ADSE 17:14
    Depois de por uma cruz no grupo CUF, ponho uma cruz em vocês. Os 2 actos médicos na CUF, já foram anulados. Convosco não tinha nada, mas agora é que não vou ter mesmo. E todos os que desandarem ... só fazem falta os que ficam. Vão pela Sombra...