A+ / A-

O contributo das bibliotecas eclesiásticas para o conhecimento humano

09 fev, 2019 - 02:38 • Teresa Paula Costa

Tema vai estar em destaque nas Jornadas de Biblioteca que o Departamento de Estudos do Santuário de Fátima realiza, sábado, no Centro Pastoral de Paulo VI.
A+ / A-

“Bibliotecas eclesiásticas e conhecimento humano” é o tema das Jornadas de Biblioteca que o Departamento de Estudos do Santuário de Fátima, através do seu Serviço de Arquivo e Biblioteca, realiza neste sábado, no Centro Pastoral de Paulo VI, em Fátima.

Para o diretor do departamento, “o ser humano não se consegue ver sem livros, não se consegue ler a si próprio sem bibliotecas e a Igreja contribuiu ao longo destes séculos para esta forma de estar”.

Marco Daniel Duarte especifica que, nestas jornadas, vai-se debater “as bibliotecas eclesiásticas e como é que elas contribuem para o conhecimento humano”.

De manhã serão apresentados exemplos de bibliotecas eclesiásticas antigas e analisado o seu contributo para o avanço do conhecimento humano.

De tarde, as atenções estarão viradas para Fátima e, “a partir do exemplo da biblioteca de Fátima iremos perceber como é que conhecemos melhor Fátima e também a própria maneira da humanidade olhar para este fenómeno já secular.”

Henrique Leitão, investigador principal do Centro Interuniversitário de História da Ciência e da Técnica e Prémio Pessoa, Márcia Oliveira, da Universidade do Minho, e Alexandra Vidal, do Arquivo Histórico da Igreja Lusitana são alguns dos participantes nas Jornadas, que se realizam entre as 10h00 e as 17h00.


guialiga19_20_banner
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.