A+ / A-

Em curso remodelação no Governo por causa das eleições europeias

07 fev, 2019 - 15:09 • Susana Madureira Martins , Eunice Lourenço

Pedro Nuno Santos deverá subir a ministro, substituindo Pedro Marques. Mariana Vieira da Silva deve ir para os Assuntos Parlamentares.
A+ / A-

A escolha de Pedro Marques, atual ministro do Planeamento no Governo de António Costa, para cabeça de lista do PS às eleições europeias obriga a uma remodelação governamental, que já está em curso e que deverá levar finalmente Pedro Nuno Santos a subir a ministro.

Ao que a Renascença sabe, o lugar de Pedro Marques no Executivo estará garantido a Pedro Nuno desde dezembro. Pedro Nuno Santos é o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares desde o início da legislatura, sendo uma peça fundamental na coordenação política da maioria de esquerda.

Para o seu lugar deve ir Mariana Vieira da Silva, atual secretária de Estado adjunta do primeiro-ministro, uma das colaboradoras mais próximas de António Costa. Mariana Vieira da Silva poderá ficar a acumular os dois lugares, de adjunta do primeiro-ministro e de responsável pelos Assuntos Parlamentares.

No novo cargo Pedro Nuno Santos não deverá herdar os fundos comunitários, pasta que pode transitar para outro ministério. Os fundos estão neste momento no Ministério do Planeamento e Infraestruturas, a cargo do secretário de estado do desenvolvimento e coesão, Nelson de Souza.

Também Maria Manuel Leitão Marques poderá sair nesta remodelação por causa das europeias. A ministra da Presidência e da Modernização Administrativa terá mostrado vontade de deixar o cargo, terá mesmo invocado "cansaço", estando disposta a integrar a lista do PS às eleições europeias de 26 de maio.

A escolha de Pedro Marques como cabeça de lista às eleições europeias será formalizada na convenção do PS do próximo dia 16. Na semana passada, na reunião da comissão política, António Costa teve 'carta branca’ para fazer a lista de candidatos às eleições europeias de dia 26 de maio.

[notícia atualizada a 10/02/2019]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Americo
    10 fev, 2019 Leiria 22:04
    Noutros tempos, tínhamos os " do costume " a gritar que não havia base de apoio para o governo. Não conseguia recrutar nova gente. Então e agora ? Como se abandalha um País...........
  • GILBERTO
    08 fev, 2019 SETUBAL 11:42
    Mais uma vez a família socialista a garantir PROMOÇÕES à família VIEIRA DA SILVA. O proprio, a mulher , a filha, a sogra etc etc