A+ / A-

Organização oferece um milhão a uma instituição se o Papa comer vegan na Quaresma

07 fev, 2019 - 12:16 • Filipe d'Avillez

A iniciativa faz parte de uma campanha que pretende alertar para os males que a indústria da carne causa ao ambiente.
A+ / A-

O Papa Francisco recebeu, esta semana, um desafio peculiar: se Francisco aceitar comer apenas uma dieta vegan durante a Quaresma, a Fundação Internacional Blue Horizon compromete-se a doar um milhão de dólares a uma organização de caridade à escolha do Papa.

A proposta foi colocada ao Papa através de uma carta, assinada por uma ativista de apenas 12 anos chamada Genesis Butler.

Na sua carta, Genesis Butler procura alertar Francisco para as ameaças que a indústria da carne coloca ao ambiente. “A pecuária não só afeta negativamente os povos mais carenciados do mundo, como ainda contribui em 14.5% para as emissões de gases com efeito de estufa provocadas pelos humanos. Esta indústria é também a principal causa de desflorestação e da atual extinção em massa da vida selvagem. Os resíduos dos animais de criação e os agroquímicos utilizados estão a poluir os nossos rios, enquanto a pesca excessiva e a contaminação de poluentes dizimam os nossos oceanos.”

Para além de ajudar o planeta, adianta a ambientalista, a dieta vegan tem vantagens para a saúde. “Está provado que uma alimentação 100% vegetal reduz o risco de incidência de muitas doenças crónicas comuns. Em resultado destas evidências, um número cada vez maior de médicos e especialistas em nutrição defendem a adoção de uma dieta 100% vegetal à base de alimentos integrais”, explica.

A dieta vegan difere da vegetariana na medida em que rejeita qualquer alimento derivado dos animais, incluindo ovos, leite e manteiga, por exemplo, enquanto os vegetarianos apenas não comem carne.

A organização por detrás da iniciativa, a “Million Dollar Vegan”, elogia os esforços que Francisco tem feito no sentido de promover um maior cuidado com o ambiente e pede ainda uma audiência para lhe poder explicar melhor a sua missão.

Até ao momento não há indício de qualquer resposta de Francisco ou do Vaticano a este desafio.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.