A+ / A-
​Entrevista/Boaventura Sousa Santos

“Avizinha-se um ano de tensão” na Justiça

15 jan, 2019 - 01:12 • Hugo Monteiro, com redação

Sessão solene de abertura do Ano Judicial marcada para esta terça-feira. Em entrevista à Renascença, o coordenador científico do Observatório Permanente da Justiça identifica casos com “grande exposição mediática sem depois a correspondente força da acusação”.
A+ / A-
BOAVENTURA S SANTOS D14
BOAVENTURA S SANTOS D14

O novo ano judicial, que arranca esta terça-feira, vai ser marcado por tensão e instabilidade, avisa o coordenador científico do Observatório Permanente da Justiça, Boaventura Sousa Santos, em entrevista à Renascença.

Boaventura Sousa Santos considera que esse cenário é natural em final de legislatura e aproximação de eleições.

“Os estatutos das magistraturas estão no Parlamento, ainda não há uma decisão. Há questões que têm a ver com carreiras, questões salariais, tudo isso tem sido elemento de alguma tensão”, sublinha.

Questionado se o desfecho da “Operação Marquês” será decisivo para a credibilidade do Ministério Público, Boaventura Sousa Santos diz que a questão é pertinente e lembra o mediático caso dos “Vistos Gold”, em que a maioria dos réus acabaram por ser absolvidos devido à “fragilidade das provas na acusação”.

“Vamos ver qual é a força da prova que sustenta esta acusação. Isso é uma incógnita. Mas há uma constante em tempos recentes de uma grande exposição mediática sem depois a correspondente força da acusação que leve a uma condenação. Esse é um dos problemas que vamos continuar a ter”, afirma o coordenador científico do Observatório Permanente da Justiça.

Em relação a um novo ano judicial com uma nova procuradora-geral da República e presidente do Supremo, Boaventura Sousa Santos considera que “o sistema é bastante estável” e a mudança das cúpulas do sistema não costuma trazer mudanças significativas.

A sessão solene de abertura do Ano Judicial está marcada para a tarde desta terça-feira. A cerimónia conta com a presença do Presidente da República, que, no passado, lançou o repto para a criação de um pacto para o sector.


guialiga19_20_banner
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Luís Graça
    15 jan, 2019 Porto 12:43
    Um perfeito calino!