A+ / A-

Odivelas tem "argumentos muito fortes" para ser Cidade Europeia do Desporto em 2020

14 jan, 2019 - 11:14 • Redação

O presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Hugo Martins, está confiante de que a sua cidade irá suceder a Portimão.
A+ / A-

O presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Hugo Martins, acredita que a sua cidade tem todos os argumentos para suceder a Portimão, em 2020, como Cidade Europeia do Desporto.

Penafiel, Anadia e Odivelas ficam a saber, na sexta-feira, quem receberá a eleição. Hugo Martins esteve esta segunda-feira nas Manhãs da Renascença e acredita que Odivelas apresentou "argumentos muito fortes" para ter "sucesso no resultado final".

"Estou otimista, estou com certeza expectante e atento, mas acredito que com a argumentação que apresentámos, o conjunto de equipamentos, o nosso vasto e transversal movimento associativo intergeracional, conseguimos encontrar os meios e argumentos próprios para convencer a Comissão de Avaliação de que temos e merecemos ser Cidade Europeia do Desporto em 2020, pelo trabalho que temos vindo a desenvolver nesta área", afirmou o presidente da Câmara de Odivelas.

O anúncio será feito em Portimão, quando arrancar o programa da capital de 2019. Hugo Martins tem "francas expectativas" de que a eleição sorrirá a Odivelas. Se não, aceitará o resultado com bom perder:

"Se formos bem-sucedidos, faremos uma festa e conseguiremos, em 2020, potenciar e alavancar ainda mais o desporto no concelho de Odivelas. Se não formos bem-sucedidos, também saberemos com 'fair-play' e com respeito dar os parabéns aos vencedores."

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.