A+ / A-

Chuva volta na quarta-feira e mínimas sobem

14 jan, 2019 - 07:40 • Redação

As temperaturas mínimas vão começar a subir ligeiramente 1 a 2 graus no início desta semana.
A+ / A-

A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e a temperatura mínima vai subir.

As temperaturas mínimas vão começar a subir ligeiramente 1 a 2 graus durante esta segunda-feira e na terça-feira, terminando os avisos de frio emitidos para os distritos de Évora, Beja e Setúbal, adiantou à agência Lusa o meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) Ricardo Tavares.

“Para hoje prevê-se um dia de céu pouco nublado ou limpo moderado a forte nas terras altas e acentuado arrefecimento noturno. Na terça-feira a situação muda. Vamos ter nebulosidade por nuvens altas, vento fraco e pequena subida da temperatura mínima e descida da máxima”, disse.

Para quarta-feira, adiantou Ricardo Tavares, está prevista nebulosidade, alguma precipitação em geral fraca um pouco por todo o território, que será de neve nas terras altas das regiões norte e cento.

“A tendência a partir de quarta-feira será começarmos a alterar dias com precipitação e sem precipitação”, disse.

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, vento em geral fraco do quadrante leste, sendo temporariamente do quadrante norte no litoral oeste durante a tarde, soprando por vezes moderado a forte nas terras altas das regiões Norte e Centro.

A previsão aponta também para formação de geada, em especial no interior, neblina ou nevoeiro matinal, em especial nos vales e terras baixas e acentuado arrefecimento noturno.

As temperaturas mínimas vão oscilar entre os -2 graus em Bragança e os 7 em Portalegre e as máximas entre os 10 graus em Bragança e na Guarda e os 17 em Faro e Évora.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.