A+ / A-

Netflix alvo de processo por frase usada em filme interativo "Black Mirror: Bandersnatch"

13 jan, 2019 - 15:28 • Redação

Editora dos livros "Choose Your Own Adventure" acusa a plataforma de streaming de usar indevidamente uma marca registada para promover o filme.
A+ / A-

A Netflix foi processada esta sexta-feira pela editora americana Chooseco, pela utilização da frase "Choose your own adventure" ("Escolha sua aventura", em português) no filme "Black Mirror: Bandersnatch", avança a Deadline.

A editora afirma que registou a frase como título de uma popular coleção de livros, em que as decisões do leitor influenciam a narrativa, e acusa a plataforma de streaming de violar uma marca registada. Assim, pede uma indemnização de pelo menos 25 milhões de dólares (mais de 21 milhões de euros).

Em dezembro, a Netflix lançou um episódio especial de “Blackmirror”, um filme interativo em que o espectador pode influenciar a narrativa e escolher o final.

Passado nos anos 80, o filme conta a história de Stefan (Fionn Whitehead), um jovem programador que quer criar um jogo de computador inspirado num livro que leu em criança.

A nova história tem cerca de cinco horas gravadas, de forma a que o espectador possa ir tomando decisões acerca do rumo do enredo.

A Chooseco afirma que a Netflix tentou registar o nome “Choose Your Own Adventure” em 2016, mas não conseguiu a licença. Recentemente, foi a 20th Century Fox quem obteve autorização para produzir um filme interativo baseado nos livros “Choose Your Own Adventure”.

"A Netflix intencionalmente e deliberadamente usou a famosa marca da Chooseco para beneficiar de associações positivas com a - e da nostalgia causada pela - marca em adultos que leram a série enquanto jovens", afirma a ação movida pela empresa.

No início do filme, o protagonista refere-se diretamente à série de livros. O personagem planeia apresentar o projeto para um jogo de computador baseado num livro que está a ler, "Bandersnatch", e quando o pai pergunta qual é o livro, este responde que se trata de um livro da série "Choose Your Own Adventure".

"Recebemos uma enorme quantidade de mensagens de pessoas que acreditavam que estávamos associados à criação deste filme, incluindo pais que estavam preocupados que tivéssemos alinhado a marca que conheciam e amavam com um conteúdo que os surpreendeu e ofendeu", afirma Shannon Gilligan, co-fundador e editor da Chooseco num comunicado.

Os livros “Choose Your Own Adventure”, da Bantam Books, venderam mais de 250 milhões de cópias entre 1979 e 1998. A série foi relançada em 2004 pela Chooseco, que agora detém os direitos da marca.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.