A+ / A-
Visto de Fora

"Crise no PSD é má notícia para António Costa"

11 jan, 2019 - 14:14 • Miguel Coelho

O desafio de Luís Montenegro à liderança de Rui Rio é um dos temas da edição desta semana do Visto de Fora.
A+ / A-
Visto de Fora - O país visto por dois jornalistas estrangeiros a viver em Portugal - 11/01/2019
Visto de Fora - O país visto por dois jornalistas estrangeiros a viver em Portugal - 11/01/2019

Begoña Iñiguez e Olivier Bonamici consideram que o atual líder do PSD não conseguiu ser oposição ao Governo. Concluem, por isso que uma eventual mudança na liderança do partido deve ser motivo de preocupação para o primeiro-ministro.

Isto, numa altura em que o Governo parece estar já em campanha, na opinião dos dois comentadores, que assinalam o frenesim de anúncios de obras públicas.

Begoña e Olivier analisam também as polémicas mediáticas que marcaram os últimos dias: das intervenções de Marcelo Rebelo de Sousa em programas de entretenimento televisivo à entrevista a Mário Machado na TVI.

Na atualidade europeia, o regresso em força dos protestos em França e o que pode significar o apoio do Governo italiano aos coletes amarelos, o crescimento do Vox em Espanha e o Brexit.

E qual dos dois comentadores do Visto de Fora nunca ouviu falar de “banha da cobra”?

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • João
    12 jan, 2019 Lagos 11:26
    A grande pequena diferença entre Mário Machado e Camilo Mortágua é que Mortágua confessou em directo o que fez. Cada um é livre do o julgar. Machado foi apresentado como um escuteiro. Um cordeirinho. Tapou a suástica e ninguém lhe perguntou por Alcino Monteiro, pelas armas que tinha em casa e pelas ligações que AINDA tem com bandos de motociclistas e com nazis. Mortágua fez as vergonhas que fez após uma revolução, Machado quer FAZER uma revolução. Mortágua está reformado, Machado anda por aí a espalhar ódio racial. GRANDES diferenças!