A+ / A-
Benfica

Afinal, o problema de Castillo era ser indesejado por Rui Vitória

11 jan, 2019 - 11:19 • Redação

Treinador do América do México encerra sem sucesso a possibilidade de contratar o avançado chileno do Benfica.
A+ / A-

O treinador dos mexicanos do América já dá Nicolás Castillo como um caso perdido, a partir do momento em que a mudança no comando técnico do Benfica terá relançado a carreira do avançado.

Miguel Herrera pretendia assegurar os serviços do internacional chileno que não se afirmou no Benfica, na primeira metade da época mas a saída de Rui Vitória e a entrada do interino Bruno Lage viraram o "dossier" de pernas para o ar.

"O treinador [Rui Vitória] não o queria, aí entrámos nós. Quatro dias depois, sai o treinador que não o queria. E o atual treinador [Bruno Lage] parece querê-lo", afirmou o técnico mexicano, à imprensa local.

Contratado no início da época ao Pumas, igualmente do México, o ponta de lança realizou apenas oito jogos de águia ao peito, sem qualquer golo marcado em 180 minutos de utilização.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.