A+ / A-

Festival Woodstock regressa para comemorar 50 anos

11 jan, 2019 - 09:45 • Lusa

Haverá hip-hop, rock e algo de pop, e algumas bandas herdeiras do festival original, segundo a organização.
A+ / A-

Os 50 anos do festival de Woodstock vão ser assinalados com uma celebração que irá contar com três dias de atuações, e que vai decorrer em agosto em Watkins Glen, no estado de Nova Iorque.

A informação foi avançada pelo cofundador do festival, Michael Lang, segundo noticiou a revista “Rolling Stone”, citada pela agência noticiosa espanhola EFE.

“Haverá hip-hop, rock e algo de pop, e algumas bandas herdeiras do festival original”, explicou Lang sobre a lista de artistas que encabeçará o novo Woodstock, entre 16 e 18 de agosto, nos Estados Unidos da América, e deverá contar com mais de 40 grupos.

A organização não avança, para já, com nomes para os três palcos, remetendo essa informação para quando os bilhetes estiverem à venda, em fevereiro. Lang admite, porém, “reuniões” e “bandas do Woodstock original”.

O cofundador mostrou-se também desejoso de que o público seja intergeracional, como aconteceu no evento comemorativo de 1994.

Segundo Michael Lang, entre as opções de alojamento estará o ‘glamping’ (um campismo com mais glamour), e será assegurado um “acesso mais fácil às casas de banho portáteis”.

A escolha da localidade de Watkins Glen deve-se ao facto de a localização original, em Bethel (também no estado de Nova Iorque), ter sido transformada em 2006 num espaço para concertos, com 15 mil lugares. Para a comemoração do cinquentenário do festival original, eram necessários mil hectares, com acessos e infraestruturas”.

Sobre a génese do evento, Lang destacou que “o Woodstock, na sua encarnação original, prendia-se com ativismo e mudanças sociais”, modelo que quer trazer de volta à edição deste ano.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • fanã
    11 jan, 2019 aveiro 18:52
    Extraordinário evento , que marcou a minha geração e a minha cultura musical , que ainda hoje é para mim é referencia . Foi um tempo em que os musicos eram realmente MUSICOS !
  • Joaquim Santos
    11 jan, 2019 Tojal 15:45
    “o Woodstock, no juízo final, o director da renascença e o seu assistente espiritual irão saber quem dirige o Woodstock e a quem se destina, porém será já tarde de mais.