A+ / A-

Região do Baixo Tâmega quer refletir para melhorar a catequese

10 jan, 2019 - 13:21 • Olímpia Mairos

Catequistas, agentes pastorais e comunidade vão refletir sobre como atrair os jovens à Igreja e fazer deles missionários e arautos da esperança.
A+ / A-

A equipa arciprestal de catequese do Baixo-Tâmega vai promover em janeiro e fevereiro vários encontros de formação a que chamou “Serões de Catequese”, com o objetivo de melhorar a atratividade da catequese e a formação dos catequistas na região.

A iniciativa quer congregar e proporcionar a catequistas, agentes pastorais e comunidade “uma maior formação, conhecimento e abordagem de determinadas situações, realidades, conteúdos e vivências, com intuito de melhor viver a pastoral nos nossos dias”, conta à Renascença Sandrine Delgado.

Este ano, o tema central dos serões arciprestais do Baixo Tâmega são os jovens, daí o apelo da organização à participação de todos os que se queiram associar, para, juntos, refletirem “nesta urgência de atender aos jovens, correspondendo em nossa medida, ao pedido do Papa, de que eles possam ‘sair do sofá’, cada um deixando uma marca na vida, que determine a história”, acrescenta Sandrine.

Essa iniciativa dos serões, que já foram abarcando vários temas, surge, segundo a organização da “necessidade de mais formação a catequistas, desde a abordagem dos sacramentos, passando pelo estudo, mesmo que de forma ligeira, da Bíblia, a abordagem das várias vocações, tal como no ano passado, passando este ano pelos jovens e seguindo sempre numa linha coerente com a proposta do Sr. Bispo para cada ano pastoral”.

Sandrine Delgado nota que “não se encontra, muitas vezes, a vida facilitada quando, junto dos jovens, em idade de catequese ou já crismados, se fala de Igreja e de se viver em Igreja”.

“É desta ansiedade, desta sede do rosto jovem nas nossas igrejas e, ainda, no rescaldo do Sínodo dos Bispos sobre a juventude, que o arciprestado se faz missão na busca de respostas e instrumentos, para ir ao encontro dos anseios e necessidades dos jovens de hoje”, sublinha.

Os serões vão contar com as presenças do diretor nacional da pastoral Juvenil, padre Filipe Diniz, do diretor diocesano da pastoral juvenil, padre João Curralejo, do diretor editorial das Edições Salesianas, padre Rui Alberto, e da irmã Fernanda Oliveira, da Juventude Hospitaleira. Têm lugar no salão paroquial, em Cerva, no concelho de Ribeira de Pena, com entrada livre, todas as sextas, de 11 de janeiro a 8 de fevereiro, pelas 21 horas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.