A+ / A-

Desperdício de água é suficiente encher 281 piscinas olímpicas por dia

08 jan, 2019 - 07:56

Há 79 concelhos, como Macedo de Cavaleiros, em que mais de 50% é desperdiçada.
A+ / A-

O desperdício de água agravou-se em metade dos concelhos do país, sendo Macedo de Cavaleiros o pior (77%) e Loulé o melhor (5%).

As contas do “Jornal de Notícias” revelam que o desperdício seria suficiente para encher 281 piscinas olímpicas por dia.

O volume não faturado piorou em 2017 – as perdas subiram em 48,2% dos municípios.

O registo anual da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), publicado no final de dezembro, contabiliza 256,6 milhões de metros cúbicos de água não faturados (aquela que se perde nas condutas e é o volume de água usado para fins públicos não pagos, como regar jardins ou encher piscinas).

Top cinco dos melhores resultados: Loulé (5,1%), Santo Tirso (10,4), Lisboa (11,1%), Campo Maior (11,4%) e Cascais (12,4).

Segundo o jornal, 69% dos utilizadores bebem água da torneira. Esse hábito é mais comum na Região Norte e menor no Alentejo e no Algarve.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.