A+ / A-

"Coletes Amarelos". PSP preocupada com cortes de vias em Lisboa nos protestos de sexta-feira

18 dez, 2018 - 15:22 • Marina Pimentel

Fonte policial adiantou à Renascença que são muitos os grupos a movimentarem-se através das redes sociais para mobilizarem o protesto dos "coletes amarelos" portugueses, mas, até agora, há "poucos pedidos" de autorização para manifestação.
A+ / A-

A PSP já está a preparar um dispositivo de segurança para sexta-feira, dia em que se preveem manifestações em vários locais sob o lema "Vamos parar Portugal como forma de protesto".

Mas os eventuais cortes de vias em Lisboa, nomeadamente na ponte 25 de Abril e na A8, são a grande preocupação das forças de segurança, por este se tratar do "cenário mais provável", de acordo com as informações de que dispõem.

Fonte policial adiantou à Renascença que são muitos os grupos a movimentarem-se através das redes sociais para mobilizarem o protesto de sexta-feira, mas, até agora, há "poucos pedidos" de autorização para manifestação ou desfile entregues às autoridades.

Os protestos estão a ser divulgado através de diversas páginas de Facebook e mobilizados para diversas cidades: Lisboa, Porto, Faro, Beja, Loures, Alverca e Viseu.

Por estarem em causa protestos convocados por movimentos inorgânicos, a PSP receia que grupos extremistas, nomeadamente anarquistas, venham a associar-se aos protestos, provocando perturbações da ordem pública, sobretudo cortes de vias e não tanto atos de vandalismo, como os que ocorreram em França ou na Bélgica.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.