|
A+ / A-

Nova diretora quer dar à Teologia o “relevo que merece ter”

13 dez, 2018 - 17:16

Ana Jorge é a primeira mulher a presidir à Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa. É mais um “sim” que dá à Igreja, diz.

A+ / A-

A nova diretora da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, Ana Jorge, tomou posse esta quinta-feira e diz que quer dar à Teologia o “relevo que merece ter”.

Ana Jorge é especialista em História da Igreja e substitui D. José Tolentino de Mendonça, que foi entretanto chamado a Roma para servir como bibliotecário e arquivista do Papa Francisco.

“O meu grande objetivo é que a Teologia seja realmente, no contexto dos outros saberes e no quadro universitário português e da Universidade Católica em particular, um campo que tenha o relevo que merece ter, que é o de construir, com os outros saberes, uma visão cada vez mais humanista e completa do Ser Humano”, disse Ana Jorge, em conversa com jornalistas após a cerimónia de tomada de posse.

A diretora diz-se feliz por “continuar como até aqui a responder sim aos pedidos que a Igreja e a Universidade me têm feito” e sublinha que “também hoje foi um ‘sim’, mas um ‘sim’ que conta realmente com a corresponsabilidade e complementaridade daquilo que são os talentos, e o modo de fazer e de ser de muitos dos meus colegas.”

Ana Jorge desvaloriza o facto de ser a primeira mulher a exercer este cargo em Portugal. “Objetivamente é isso que acontece, mas para mim é algo que faz parte da minha experiência universitária, nomeadamente aqui na Católica, portanto desde sempre trabalhei em complementaridade com muitos colegas homens, embora também existam senhoras na Teologia. Sempre me senti acolhida, sempre senti que a complementaridade era uma mais valia para uns e para outros e isso é de uma enorme riqueza.”

“Desse ponto de vista acho que este é um momento feliz porque é mais um daqueles momentos na minha vida pessoal e também na da instituição, em que de facto essa complementaridade se objetiva”, diz.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Sasuke Costa
    14 dez, 2018 19:55
    Uma mulher já é um bom começo, que seja espinhoso em vez de felicidades, lembrando o discurso entre o sol e o vento para tirar o casaco ao "transiundo", desejo-lhe sucesso lembrando-lhe também que não passa de uma ovelha no meio dos lobos sem oração.