A+ / A-

Disponibilidade é cura para egoísmo e vida insatisfeita, diz Papa

08 dez, 2018 - 13:51 • Ecclesia

Francisco presta hoje homenagem à Imaculada Conceição na Praça de Espanha, em Roma.
A+ / A-

O Papa Francisco convidou este sábado a uma atitude de disponibilidade e “descentramento” de si e dos problemas.

“‘Aqui estou eu’ é a palavra chave da vida. Ele marca a passagem de uma vida horizontal, centrada em si mesmo e nas necessidades de alguém, para uma vida vertical, esbelta em direção a Deus, para estar disponível ao Senhor; é a cura para o egoísmo, é o antídoto para uma vida insatisfeita”, afirmou Francisco esta manhã durante a oração do Angelus.

O Papa desafiou os presentes a iniciarem cada dia com a disponibilidade que Maria mostrou perante o Anjo, quando este lhe anunciou que daria à luz Jesus Cristo, “deixando-a sozinha numa situação difícil”.

“Por que não começar o dia assim com um ‘aqui estou eu, Senhor’? Seria bom dizer todas as manhãs: ‘Aqui estou, Senhor, hoje a tua vontade será feita em mim’. Vamos dizer isso na oração do Angelus, mas podemos repeti-lo agora, juntos: Aqui estou, Senhor, hoje a sua vontade será feita em mim!”

Francisco afirmou que não viver dependente de problemas “é uma atitude sábia”.

“Não viver dependendo dos problemas: terminou um, outro se apresentará! (Viver) confiando em Deus e confiando a si mesmo todos os dias a Ele: aqui estou eu! ‘Aqui estou’ é a palavra. ‘Aqui estou’ é oração”.

A atitude de entrega é “remédio contra o envelhecimento do pecado, é a terapia para permanecer jovem por dentro”, indicou aos presentes na Praça de São Pedro.

O Papa lembrou ainda a beatificação de 19 pessoas que vai acontecer hoje no Santuário de Notre-Dame de Santa Cruz, em Oran, na Argélia.

O bispo Pietro Claverie e 18 religiosos, “mortos por ódio à fé”, são “mártires do nosso tempo”, “anunciadores do Evangelho, humildes construtores da paz e heroicos testemunhos da caridade cristã”.

“O seu testemunho corajoso é uma fonte de esperança para a comunidade católica argelina e uma semente de diálogo para toda a sociedade. Esta beatificação é para todos um incentivo para construir juntos um mundo de fraternidade e solidariedade”.

Francisco manifestou a sua oração pelas vítimas mortais numa discoteca em Ancona, em Itália, durante um incidente esta noite.

O Papa lembrou que esta tarde vai cumprir a tradição de se deslocar a Santa Maria Maior para “rezar a Nossa Senhora”, e, posteriormente, desloca-se à Praça de Espanha para “um ato de homenagem e oração” junto ao monumento à Imaculada Conceição.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.