A+ / A-

Alunos fecham escola em Mem Martins por falta de funcionários

06 dez, 2018 - 09:30 • Pedro Filipe Silva com Redação

São 1.600 alunos, 77 salas e uma área de 16 mil metros quadrados. Estão a trabalhar 20 funcionários.
A+ / A-

Um protesto de alunos, pais e funcionários encerrou, esta manhã, a Escola Secundária de Mem Martins, até às 10h00.

A comunidade educativa da escola, que tem 1.600 alunos, queixa-se da falta de funcionários, tendo em conta a dimensão da escola.

“São poucos funcionários, somos 22, dois estão de baixa. A área da escola são 16 mil metros quadrados, temos 77 salas, outras tantas salas intermédias, nove laboratórios que precisam de ser limpos todos os dias e não temos auxiliares para limpar”, diz à Renascença Alzira Lourenço, funcionária da escola em protesto.

A aluna Priscila Ventura, uma das promotoras do protesto, queixa-se da falta de limpeza nas salas, tendo em conta o número reduzido de funcionários.

Há três anos que a escola pede mais pessoal não docente. Alzira Lourenço critica a Direção Geral da Educação, que afirma que a escola tem o rácio de funcionários completo. “Como é possível? Com tantos alunos, tanto espaço, como é que temos o rácio completo?”, questiona a funcionária.

O protesto foi uma iniciativa de um grupo de alunos, a quem se juntaram pais e funcionários da escola.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Filipe
    06 dez, 2018 évora 14:49
    Se já é assim hoje , imagine-se quando forem as autarquias a tomarem conta de vez da situação , muitas vão fechar por falta de condições básicas . Pois, hoje já as Autarquias tem poder a mais e muita corrupção em mistura , imagine-se apanhando fundos para o meio escolar e os desviando para outros fins mais lucrativos , que todos os Autarcas são ensinados logo à partida . Esperem sentados , não vai demorar a parecerem os podres .