A+ / A-

Facebook deu a empresas como Airbnb e Netflix acesso a dados privados dos utilizadores

05 dez, 2018 - 16:06

Uma série de documentos divulgados esta quarta-feira pelo Parlamento britânico mostram como a empresa forneceu dados a empresas privilegiadas e não a outras.
A+ / A-

O Facebook forneceu dados de utilizadores a algumas grandes empresas, como a Airbnb e a Netflix, pelo menos entre 2012 e 2015, numa altura em que o acesso a esses mesmos dados já era vedado para a maioria das organizações.

Os dados constam de documentação revelada esta quarta-feira pelo Parlamento Britânico, no contexto de uma investigação que está a ser conduzida sobre o Facebook.

Nesses documentos há provas de acordos feitos pelo Facebook e um número restrito de empresas, numa altura em que já tinham sido feitas alterações à política de privacidade, que limitavam o acesso a essa mesma informação por parte de terceiros, segundo o "New York Times".

Outros emails contidos na documentação dão conta de debates internos no Facebook sobre a possibilidade de dar acesso privilegiado a dados de utilizadores a empresas que gastavam mais dinheiro em publicidade na rede social, ou a impedir o acesso a dados por parte de empresas concorrentes.

O Facebook já reagiu à revelação destes dados, dizendo que os documentos “apresentam apenas um lado da história e são apresentados de uma forma enganadora, sem contexto adicional”.

“Como qualquer outra empresa, tivemos muitas discussões internas sobre as diferentes formas como poderíamos construir um modelo de negócio sustentável”, diz ainda o Facebook, sublinhando que “os factos são claros: nunca vendemos os dados de ninguém”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.