A+ / A-

Sindicato denuncia “problemas” frequentes no Estabelecimento Prisional de Lisboa

04 dez, 2018 - 22:28

Ala em que foi registado um motim tem sido palco de "alguns problemas nos últimos dois meses. Já tem sido frequente", disse Jorge Alves à Renascença.
A+ / A-

O presidente do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional (SNCGP), Jorge Alves, denuncia problemas frequentes no Estabelecimento Prisional de Lisboa, onde esta terça-feira à noite foi registado um motim.

"Os reclusos aproveitaram para atirar caixotes do lixo e para vandalizar a ala, como já o fizeram há bem pouco tempo. Esta ala tem registado alguns problemas nos últimos dois meses. Já tem sido frequente", disse Jorge Alves, à Renascença.

O motim na Ala B do Estabelecimento Prisional de Lisboa, que foi controlado pelas 20h15, aconteceu no último dia da greve dos guardas prisionais

O dirigente sindical Jorge Alves adianta que o comissário prisional teve que “solicitar a intervenção de guardas prisionais que estavam de folga, como também nos informaram foi solicitada a presença do Grupo de Intervenção de Segurança Prisional (GISP) para atuar caso os guardas do EPL não conseguissem resolver a situação”.

De acordo com a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), a situação acabou por ser resolvida pelos guardas, apesar de o GIPS ter sido chamado.

Até ao momento, não há registo de feridos em resultado deste motim.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.