A+ / A-

Orlando Alves: "Ninguém nos perdoava se o jogo não fosse em Montalegre"

04 dez, 2018 - 12:45

Presidente da Câmara assinala início das obras e já pensa em defrontar outro grande, depois de eliminar o Benfica.
A+ / A-

O presidente da Câmara Municipal de Montalegre sustenta que o jogo entre o clube local e o Benfica, para a Taça de Portugal, teria mesmo de se realizar naquela vila transmontana.

"Ninguém nos perdoaria se o jogo não se realizasse aqui. A vontade é transversal a todo o território. Teria de haver esta conjugação de esforços entre o clube e a autarquia para que o Benfica possa jogar em Montalegre. E tal aconteceria se fosse o Sporting, FC Porto ou até mesmo o vizinho Desportivo de Chaves. A vontade de receber com dignidade é o nosso timbre", disse Orlando Alves, em entrevista à Renascença.

O autarca recorda a satisfação com que ouvir os representantes de Benfica, Federação e estação televisiva dizer que "o estádio tem condições para receber o jogo, se realizarmos obras ao nível da segurança, do piso, da iluminação e da capacidade do recinto". As obras já arrancaram e Orlando Alves destaca que "serão duas semanas de trabalho intenso", mas assegura que o estádio estará pronto a tempo.

"O estádio tem, atualmente, capacidade para 1500 pessoas. Com todas as obras, o objetivo é que possa albergar seis, sete ou oito mil para o jogo de dia 19. Temos 15 dias para preparar o recinto e recebermos o Benfica com toda a dignidade", acrescenta, abrindo, desde já, a porta de Montalegre a outro grande.

"Depois do Benfica, já estamos prontos para receber outro grande", concluiu. O Montalegre, 9º classificado da Série A do Campeonato de Portugal, recebe o Benfica, a 19 de dezembro, em jogo a contar para os oitavos-de-final da Taça de Portugal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Anonimo
    04 dez, 2018 Porto 13:58
    É muito bom para o Montalegre receber um grande na sua história. Perante a possibilidade de se pensar em algo mais, aconselhava esse autarca a ter alguma prudência, pois se o Benfica não se deixar surpreender de certeza que ganha lá